Mulheres trans são eleitas para o Parlamento alemão


247 – A Alemanha elegeu pela primeira vez na história, duas mulheres transsexuais para o Parlamento. Candidatas pelo Partido Verde, Tessa Ganserer, de 44 anos e Nyke Slawik, de 27 anos, foram eleitas neste domingo (26) durante as eleições nacionais. 

Ganserer disse que os resultados são um símbolo de uma sociedade aberta e tolerante. “É uma vitória histórica para os verdes, mas também para o movimento trans-emancipatório e para toda a comunidade queer”.

Slawik postou em suas redes sociais que os resultados foram inacreditáveis. 

Dentre as pautas defendidas pelas parlamentares estão um procedimento mais fácil para ratificar em documentos de identidade a mudança de sexo e mudanças legislativas para permitir que mães lésbicas adotem crianças. Informou a CNN Brasil. 

Eleições

O Partido Social-Democrata (SPD) alemão, de centro-esquerda, conquistou o maior número de votos nas eleições federais da Alemanha, segundo o Bundeswahlleiter, um alto cargo responsável por supervisionar as eleições federais.

De acordo com a Comissão Eleitoral Federal, o SPD obteve uma vitória estreita sobre a União Democrata-Cristã (CDU, na sigla em alemão), um partido conservador de centro-direita apoiado pela chanceler Angela Merkel.