Mulher encontrada em carro carbonizado no ES é identificada pela família

Uma das vítimas encontradas carbonizadas em um carro na zona rural da Serra, Grande Vitória, em junho deste ano, foi reconhecida por familiares nesta terça-feira (3).

Com o resultado do teste de DNA, familiares confirmaram que uma das vítimas é Priscila Honorinc Rodrigues, moradora de Santa Teresa, na região Serrana do Espírito Santo.

Os irmãos da vítima estiveram no Departamento Médico Legal (DML) para liberar o corpo. Priscila era vendedora de salgados e deixa três filhos, de 13, 9 e 6 anos. O resultado do laudo saiu no dia em que ela faria 31 anos.

Ainda segundo a família de Priscila, o outro corpo seria de seu companheiro. O casal estaria junto há um ano e moravam juntos em Santa Teresa. Segundo informações de familiares, uma semana antes do crime, Priscila foi para a casa da mãe.

“Mas eles ainda estavam juntos. Não foi uma separação. Foi uma separação de casa, mas os dois ainda mantinham o relacionamento deles”, relatou Édson Gonoring, irmão da vítima.

Dois familiares foram ouvidos pela polícia, mas até o momento não se sabe o que motivou o crime.

Os dois corpos foram encontrados carbonizados dentro de um carro na estrada que liga os municípios da Serra e Santa Teresa, no dia 21 do mês passado.

Por nota, a Polícia Civil informou que o caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Santa Leopoldina. “Até o momento, a autoridade policial que está à frente das investigações não recebeu oficialmente o resultado do laudo de identificação das vítimas”, diz o texto.

informações não foram apresentadas, uma vez que o caso corre em segredo de justiça.

Informações: G1