Mulher é agredida por marido na frente dos filhos depois de conseguir emprego: “ia me matar”

Mulher foi agredida por marido depois de conseguir emprego na Serra

Uma dona de casa de 31 anos foi agredida pelo marido na frente dos filhos nesta quarta-feira (12), no bairro Manoel Plaza, na Serra, na Grande Vitória. As agressões começaram depois dela contar que tinha conseguido um emprego. O homem foi preso em flagrante.

A mulher, que não quis ser identificada, contou que está casada com o homem há 15 anos. Segundo ela, o agressor é usuário de drogas e gastava todo o salário com o vício. Nessa quarta, ela contou para ele que tinha conseguido um emprego.

“Quando ele recebia o pagamento, gastava tudo em droga. Na minha casa não tem nada. Se você chegar e falar que tem alguma coisa, foi doação. Já tem quatro anos que eu estou desempregada. Para mim, uma oportunidade dessas é única porque o salário era de R$ 1.700”, contou a mulher.

Os filhos do casal, uma menina de sete anos e um bebê de um ano e meio, presenciaram as agressões. De acordo com a vítima, a filha tentou intervir.

“A minha filha tentou me defender. Ela disse para ele ‘por favor papai, deixa minha mãe em paz. Vai embora’. Então aconteceu tudo isso, ele me jogou na cama, me chutou, bateu a minha cabeça”, relatou a vítima.

Uma vizinha chamou a polícia depois de escutar as agressões e interviu na briga. A testemunha, que já viveu um relacionamento abusivo por sete anos, disse que não deseja a situação para nenhuma mulher.

“Foi muito horrível. Ela gritando, as crianças gritando. A gente ligou para a polícia e ficou com ela até a polícia chegar. Eu passei durante sete anos por um relacionamento abusivo e agora eu estou livre. Não é uma situação para mulher nenhuma passar”, disse a vizinha.

Agressão aconteceu no bairro Manoel Plaza, na Serra

A mulher agredida disse que essa não foi a primeira violência que sofreu. Ao longo dos 15 anos de casamento, ela relata que já foi agredida fisicamente outras vezes, sofria abusos sexuais e teve o cabelo cortado por ele.

“Ele ia me matar ontem se não fossem meus vizinhos. Ele tentou me estrangular. Ele pisou com o pé em cima do meu pescoço. Ele ia me matar. Ele já me bateu várias vezes. Já cortou meu cabelo quando eu estava dormindo. Ele abusava sexualmente de mim, se eu não fizesse, ele me batia. Conheça bem a pessoa, se levantar a mão uma vez, desiste porque foi assim que eu aceitei e tenho levado a vida assim”, lamentou a vítima.

O homem foi preso em flagrante pela Polícia Militar. A mulher denunciou o caso e foi expedida uma medida protetiva contra o agressor.

Informações: G1/ES

Leia mais

Leia também