MT: Ribeirão Cascalheira inicia colheita do pequi com expectativa de vender 200 toneladas do fruto

O município de Ribeirão Cascalheira -MT deu início à colheita de pequi e a previsão é de que sejam obtidas 200 toneladas do fruto. O cultivo é nativo e corresponde a uma área de 200 hectares. Novas mudas estão sendo plantadas por alguns produtores. A medida também servirá para reflorestamento de áreas degradadas e recuperação de Áreas de Proteção Permanente (APP). 

Apenas com a comercialização do pequi, o município pode atingir uma renda de R$ 200 mil, em três meses. Atualmente, uma caixa com 30 quilos do fruto é comercializada a R$ 30,00 em Ribeirão Cascalheira. Segundo o técnico agrícola da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Carlos Alberto Quintino, a safra de 2020 terá uma queda de 20% na produção devido à falta de chuva no período da floração. No entanto, ele garante qualidade dos produtos que serão comercializados. 

Guia criado pelo Sebrae orienta prefeitos sobre iniciativas que promovem evolução das pequenas empresas

País desperdiça cerca de 22% do PIB por ano com o Custo Brasil

No período de colheita é comum a negociar em média 10 mil quilos de pequi por dia. Quintino afirma que cerca de 80% das árvores são nativas e 20% plantadas. A estimativa é de que o número de produtores que cultivam o pequi no município ultrapasse um total de 80. O município de Ribeirão Cascalheira é considerado o maior produtor do fruto no Médio Araguaia, com mais de 15.600 pés da fruta. 

 

Foto: Arquivo/EBC

Leia mais

Leia também