MS institui incentivo de custeio para a execução de ações de vigilância, alerta e resposta à emergência da Covid-19

O Ministério da Saúde instituiu incentivo de custeio para a execução de ações de vigilância, alerta e resposta à emergência da Covid-19. A intenção do Executivo é fortalecer a atuação dos Centros de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) e da Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (RENAVEH). 

Entre as ações a serem executadas com o incentivo de custeio, estão monitorar eventos que possam aumentar a magnitude da emergência em saúde pública pela Covid-19, em nível local, regional, nacional ou internacional; e notificar casos e óbitos pela doença ocorridos em âmbito hospitalar. 

Quase um terço dos estados ainda não publica informações sobre contágio da Covid-19 em unidades prisionais, aponta estudo

Candidatos ligados à área da saúde têm maior representatividade nas Eleições 2020

O incentivo financeiro federal é de um milhão de reais por Centro de Informação Estratégica de Vigilância em Saúde e 300 mil reais aos Núcleos Hospitalares de Vigilância Epidemiológica, em todos os estabelecimentos de saúde de gestão pública com dez ou mais leitos de Unidades de Terapias Intensivas (UTI) habilitados e implantados.

Foto: Peter Ilicciev/Fiocruz

Leia mais

Leia também