MP propõe acordo a empresário bolsonarista para encerrar acusação de homofobia contra Contarato

Compartilhe

 

Senador Fabiano Contarato e o empresário bolsonarista Otavio Fakhoury — Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Senador Fabiano Contarato e o empresário bolsonarista Otavio Fakhoury — Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O Ministério Público Federal (MPF) propôs acordo ao empresário bolsonarista e presidente do PTB de São Paulo Otávio Fakhoury para encerrar acusação criminal pelo crime de homofobia após postagem ofensiva contra o senador Fabiano Contarato (PT) em uma rede social, em 2021.

O MPF entendeu que a conduta do empresário pode ser enquadrada como injúria racial, por se dirigir a um indivíduo e não à coletividade da comunidade LBTQIA+.

Para o Ministério Público, “a conduta do investigado tem como alvo a vítima especificamente, haja vista que, considerando sua orientação sexual, utiliza-se de publicação desta para, em tom ofensivo, malferir a sua dignidade e honra”.

Considerando “a primariedade do réu e a ausência de violência ou grave ameaça”, contudo, o MPF propôs à Justiça Federal a suspensão do processo para realizar negociações com a defesa de Fakhoury, com a celebração de acordo de não-persecussão penal.

Caso o empresário aceite, o processo será encerrado, com penas alternativas. Do contrário, o processo prosseguirá e pode resultar em condenação de três a seis anos de prisão e multa.

Até a última atualização deste texto, a reportagem não havia obtido contato com o empresário ou a defesa dele.

Na época, Fakhoury chegou a se desculpar durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.

“Eu respeito sua família como respeito a minha, tenho amigos de todos os lados, de preferências, orientações. Portanto, declaro que meu comentário não teve a intenção de lhe ofender. Sei que lhe ofendi profundamente e peço desculpas. Não sou uma pessoa que descrimina raça, cor ou orientação sexual”, afirmou durante a sessão no Senado.

Contarato comemorou a decisão, embora classifique problemática a” celebração de acordos em casos de crimes de ódio”.

“Sem dúvidas, trata-se de importante reconhecimento, por parte do Ministério Público, no sentido de que crimes raciais e de ódio, como a homofobia, merecem repressão criminal. Este caso inspirará outras vítimas de preconceito a não deixarem crimes dessa natureza passarem impunes. No entanto, temos que refletir se a legislação atual, que permite acordos nestes casos, está ajustada aos anseios da sociedade, no sentido de punições mais rigorosas a todos aqueles que aviltam a dignidade de grupos vulneráveis”, divulgou o senador.

Fakhoury publicou, em 12 de maio de 2021, em sua conta pessoal no Twitter, ofensa homofóbica dirigida ao senador capixaba, que é homossexual.

No tweet, Fakhoury afirmou que “o delegado homossexual assumido talvez estivesse pensando no perfume de alguma pessoa ali daquele plenário. Qual seria o perfumado que o cativou?”.

O comentário foi feito a partir de uma postagem de Contarato com um erro de grafia, em que houve a troca do termo “flagrancial” por “fragrancial”.

Ambos protagonizaram um embate de grande repercussão nos trabalhos da CPI, em 30 de setembro do ano passado.

Leia também

Receita Federal libera consulta ao segundo lote de restituição do IRPF 2022

A partir das 10 horas desta quinta-feira (23), os contribuintes poderão consultar o segundo lote de pagamento da...

Benefícios do INSS de junho começam a ser pagos nesta sexta (24)

Aposentados e pensionistas já começam a receber os pagamentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de junho...

Seleção feminina de futsal de Barra de São Francisco ganha mais uma nas finais dos JEES em Guarapari

Após vitória sobre Atílio Vivacqua por 2 x 1, a Seleção de Futsal Feminina Juvenil de Barra de...

Semifinais da Copa Norte será sábado e domingo em Itarana e Sooretama

No próximo sábado (25) e domingo (26), começam as semifinais da 16º Copa Norte de futebol amador, com...

Polícia Civil de Colatina prende dois suspeitos e apreende armas e munições no município

Policiais civis da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Colatina prenderam dois suspeitos e apreenderam armas e...

TRIBUNAL DE JUSTIÇA NEGA INDENIZAÇÃO DE SEGURO A MOTORISTA QUE DIRIGIU EMBRIAGADO

  A Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Espírito Santo reformou uma sentença de primeiro grau para...

João Neto & Frederico e muito mais: veja a agenda cultural do Espírito Santo

        Confira a agenda cultural com shows e outros eventos marcados no Espírito Santo nos próximos dias.   https://sitebarra.com.br/v7/tudo-pronto-para-a-fazenda-sertaneja-em-aguia-branca.html   Armandinho — Foto:...