Motoristas da saúde de Barra de São Francisco estão vulneráveis a contrair coronavírus

Os condutores de veículos que operam o transporte de pacientes de Barra de São Francisco para vários municípios do Espírito Santo correm sérios riscos de se contrair o coronavírus (COVID-19), a afirmação é que a categoria está desprotegida.

Segundo informações apuradas, os motoristas da saúde estão indefesos quando o assunto é prevenção. A categoria alega que, desde que foi anunciada a pandemia do coronavírus, nenhuma precaução foi tomada para os que transportam pacientes doentes todos os dias nos veículos da saúde.

“Desde que começou essa pandemia a Secretaria de Saúde disponibilizou apenas uma vez máscaras para nós e mesmo assim veio de forma irregular, ou seja, pegaram as máscaras com as mãos e colocaram dentro de um envelope de papel sem nenhuma higienização. O mais engraçado é que além de não disponibilizar luvas e álcool em gel, alguns foram orientados a lavar suas máscaras e reutilizar, isso é uma falta de respeito muito grande, pois somos motoristas e não cachorro”, relatou um motorista indignado com o descaso.

Outra reclamação por parte da categoria é com relação à limpeza dos veículos, que além de péssima qualidade, ficou pior ainda após o surgimento da pandemia coronavírus.

“Na garagem só tem um lavador pra dar conta dos veículos, mas ainda assim o mesmo só lava a quantidade de veículos que quer, ignorando quem chega de viagem e pede para limpar o veículo, sem contar que fica mais fácil contrair o vírus dentro do carro do que fora dele, não há higienização correta, que Deus nos proteja”, afirmou outro motorista.

Diante dessa situação em que vive o mundo onde autoridades pedem a todo instante para que as pessoas fiquem em casa, os motoristas da saúde estão trabalhando normalmente sem os devidos equipamentos de prevenção. A informação é de que alguns motoristas com medo do coronavírus estão comprando luvas, máscaras e álcool em gel do próprio bolso, pois se depender da prefeitura ambos estarão à mercê da sorte.

Uma preocupação que está incomodando a classe é com relação aos motoristas que têm idade avançada, bem como aqueles que são detentores de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes e ainda estão trabalhando normalmente como se nada estivesse acontecendo.

Na semana passada, motoristas procuraram o SiteBarra para reclamar que viagens estavam sendo feitas para atender vereadores. Segundo eles, estão expostos ao perigo sem necessidade, já que muitas viagens não tem urgência. Veja aqui

A prefeitura ainda não informou se algum setor vai parar ou se será feita alguma mudança nesse período.

Leia mais

Detran|ES suspende aulas e provas práticas de direção a partir desta sexta-feira

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo...

Enivaldo propõe Bolsa Reciclagem para catadores durante calamidade

Enivaldo dos Anjos, deputado estadual Por meio de projeto...

Vila Pavão aderiu aos apelos das autoridades e moradores não estão saindo de casa

A população de Vila Pavão, Noroeste do Estado...

Data de votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias no Congresso ainda é incerta

A pandemia ocasionada pelo novo coronavírus já produz prejuízos para o exercício econômico-financeiro de 2021, que segue indefinido. Isso porque a Lei de Diretrizes...

Leia também

AM: Justiça Eleitoral condena prefeito de Urucurituba por propaganda eleitoral antecipada

O prefeito do município de Urucurituba, no Amazonas, foi condenado pela 3ª Zona Eleitoral do estado por propaganda eleitoral antecipada. Segundo a Justiça Eleitoral,...

Polícia Federal prende suspeitos de roubos na agências dos Correios de Água Doce do Norte

Dois suspeitos de roubos em agências dos Correios do Espírito Santo foram presos em uma operação da Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (28). Segundo...