Mostra de Combate à Covid-19 encerra a 17ª Semana Estadual de Ciência e Tecnologia

Foto: Hélio Filho/Secom

O governador Renato Casagrande participou, na tarde desta sexta-feira (27), do evento de apresentação dos primeiros resultados dos projetos fomentados pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), de combate ao novo Coronavírus (Covid-19). Foram investidos R$ 3 milhões em apoio a projetos de combate à infecção respiratória e suas consequências. A Mostra de Combate à Covid-19 fez parte da cerimônia de encerramento da 17ª Semana Estadual de Ciência e Tecnologia, que teve início na última terça-feira (24).

“A Semana C&T foi um sucesso, mesmo sendo realizada de forma virtual. É importante receber os primeiros resultados das iniciativas para o enfrentamento da Covid-19, assim como o fato de termos pesquisadores capixabas dedicados a isso. Avançar nos resultados e no conhecimento é fundamental. Criando um ambiente adequado para inovação, pesquisa e tecnologia. Essa tem sido a direção de nosso governo. Avançamos muito, mas queremos ser protagonistas na área da ciência e tecnologia. O Espírito Santo tem total capacidade para isso. Temos profissionais, pesquisadores e cabeças pensantes para liderarmos o País nessa área. O resultado desse edital mostra que estamos seguindo o caminho certo”, afirmou Casagrande.

O prazo de execução dos 34 projetos varia de quatro a 24 meses, dependendo da proposta. No evento, foram apresentados os resultados preliminares de 15 pesquisas que tiveram início em junho. Os vídeos com as explicações das pesquisas estão disponíveis no site da Semana Estadual de Ciência e Tecnologia: www.semanact.es.gov.br.

A secretária de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Cristina Engel, pontuou a importância da iniciativa. “Para nós é fundamental fazer uma demonstração pública de que quando provocada, de forma adequada e necessária, a ciência consegue dar uma resposta rápida. Porque existe um preconceito de que a resposta da ciência é muito demorada. Pelo contrário. Quando nós lançamos o desafio do Edital da Covid-19 para a comunidade do Espírito Santo nós tivemos uma quantidade enorme de propostas, seja na área científica, tecnológica ou de serviços”, disse.

Cristina Engel prosseguiu: “Foi um grande desafio juntar tudo e fazer um processo seletivo justo. Mais importante ainda é demonstrar para sociedade em geral de que sim, quando provocado e quando adequadamente apoiada a ciência, tecnologia e inovação conseguem dar uma resposta ao problema real existente. Esse evento de encerramento da Semana C&T com a Mostra Covid-19 demonstra isso. Que em pouco tempo a gente já tem resultados palpáveis e reais, além de mais resultados no futuro em relação a este edital.”

Durante a mostra, foi anunciada a entrega do primeiro produto tecnológico resultado do Edital 03/2020, que se trata do sensor de baixo custo para identificar a temperatura corporal das pessoas, sem contato ou necessidade de um operador humano, o SenseHuman, desenvolvido pela empresa Multicast. “Foi um grande desafio desenvolver esse projeto porque houve falta de câmeras térmicas nos mercados do mundo todo desde o início da pandemia”, apontou o coordenador do projeto, Sérgio Teixeira.

Ainda de acordo com o coordenador, foram produzidos 13 sensores que serão entregues ao Governo do Estado. A tecnologia funciona sem a necessidade de ter alguém operando, agilizando a medição de temperatura. “Destacamos que, sem os recursos disponibilizados pela Fapes, não teria sido possível a realização do projeto”, comentou Teixeira.

O diretor-presidente da Fapes, Denio Rebello Arantes, ressaltou a relevância que o Espírito Santo tem conquistado na forma de responder ao avanço da pandemia e também no cenário nacional da inovação. “Estamos passando por uma situação inédita em vários aspectos e, por isso, foi necessária a construção contínua da chamada pública de apoio a projetos de combate ao novo Coronavírus, edital marcante dentro do processo da Fapes”, asseverou.

17ª Semana C&T 2020

A edição de 2020 da Semana Estadual de Ciência e Tecnologia teve início na última terça-feira e contou com a exposição de projetos elaborados por professores, estudantes e profissionais das áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação, além de uma série de palestras, cursos, minicursos, entrevistas ao vivo e games. O acesso ao conteúdo foi possível pelo site www.semanact.es.gov.br, que disponibiliza vídeos e outros conteúdos pensados para gerarem debates e reflexões dos temas definidos para edição: a inteligência artificial e a Covid-19.

A 17ª edição do evento, que faz parte do calendário anual do Governo do Estado, é uma parceria da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) com a Secretaria da Educação (Sedu) e a Fapes.

Leia mais

Leia também