Morte do cantor Gabriel Diniz completa um ano nesta quarta-feira e missa virtual será realizada

O cantor Gabriel Diniz morreu no auge da sua carreira, aos 28 anos, quando o hit ‘Jenifer’ ficou nacionalmente conhecido

Nesta quarta-feira (27), completa um ano da morte do cantor Gabriel Diniz. Para homenagear o artista, será realizada uma missa virtual no canal do Youtube e no Instagram do cantor, que morreu em um acidente aéreo no Povoado Porto do Mato, em Estância, município do sul de Sergipe. No acidente, também morreram os pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias.

Dia do acidente

O cantor Gabriel Diniz morreu no auge da sua carreira, aos 28 anos, quando o hit ‘Jenifer‘ ficou nacionalmente conhecido.

No dia 27 de maio de 2019, Gabriel estava indo ao encontro da namorada, Karoline Calheiros, em um jatinho fretado. Porém, no caminho,  sofreu o acidente  que tirou a sua vida.

Homenagens

Nesta quarta-feira (27), a namorada de Gabriel, a psicóloga Karoline Calheiros, fez uma linda homenagem para o cantor em sua rede social. O casal estava junto havia dois anos.

Karoline e Gabriel Diniz

“1 ano sem você…Passou tão rápido. Ao mesmo tempo que a falta que faz é tão, tão grande! Que confuso tudo isso… Deve haver alguma explicação para essa data. Mas acima de tudo sou grata a Deus por você significar tanto pra mim, por ter me ensinado tanto, por você ter vindo a esse mundo pra fazer a diferença dando exemplos tão incríveis para tantos, e um deles é “viver a vida da melhor forma, com alegria e plantando o bem.” Assim seja! Sou grata pelas graças de Deus em minha vida e por Ele me manter firme em alegria, como você sempre quis me ver. Te amo demais! Deus é contigo minha estrelinha”, disse a jovem.

Gabriel Diniz e seu pai Cizinato

Já o pai do cantor, Cizinato, em uma entrevista para o Portal UOL, falou que a fé é o que tem feito ele superar a perda do filho Gabriel Diniz: “Sinto que sou sustentado por isso para não sentir aquele impacto da emoção forte. De certa forma Deus me poupou e está me poupando ainda, mas em alguns momentos já começo a sentir algumas coisas. É como se ele me segurasse e fosse soltando aos poucos para eu ir sentindo gradativamente até me acostumar”.

Leia mais

Leia também