Morre morador de Cachoeiro que fez acervo dedicado a Roberto Carlos na própria casa

Morreu na tarde desta terça-feira (13) o músico Luiz Gonzaga Dias, de 73 anos, mais conhecido como Banguê. Ele era conhecido por ser fã do cantor Roberto Carlos e manter na própria casa, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, um acervo dedicado ao Rei.

O corpo de Banguê foi encontrado em casa. De acordo com familiares, ele morreu enquanto dormia.

Banguê participou de diversas reportagens produzidas pela TV Gazeta Sul. Há 12 dias, ele apareceu pela última vez, quando foi convidado a participar do projeto Belezas do Sul.

“Eu me dedico de corpo e alma ao Roberto. Sou fã fervoroso, de carteirinha, sou zeloso”, declarou o músico, em 2016, à TV Gazeta Sul. Durante a vida, Banguê trabalhou na casa de Roberto Carlos.

No acervo, que é aberto ao público, é possível encontrar a coletânea completa dos discos de Roberto Carlos, revistas, camisas, revistas, jornais, fotos e objetos que marcaram a infância do rei.

O corpo do músico foi sepultado nesta quarta-feira (14), no Cemitério do Coronel Borges, em Cachoeiro de Itapemirim.

 

Banguê transformou a própria casa em um museu sobre Roberto Carlos — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Leia mais

Flexibilização do distanciamento social possibilita retorno de mais de 1,3 milhões de pessoas ao trabalho

A flexibilização das regras do distanciamento social em algumas cidades brasileiras possibilitou o retorno de cerca de 1,3 milhões de pessoas aos postos de...

Feriado terá atendimento especial nas unidades policiais do Espírito Santo

Em razão do feriado nacional do Dia da Independência, nesta segunda-feira (7), algumas unidades da Polícia Civil do Espírito Santo funcionarão em horário especial. Na Região Metropolitana,...

Cinco pessoas são detidas e arma e drogas apreendidas pela PM em Boa Esperança

Policiais militares do 2º Batalhão prenderam cinco pessoas...

Leia também