Moradora de Vila Velha faz campanhas e doa mais de mil frascos de vidro ao Himaba

Com um coração que não cabe no peito, dona Raquel Sobrinho, moradora do bairro Ataíde em Vila Velha, sempre gostou de participar ou promover campanhas para ajudar ao próximo. Em janeiro de 2020, ao ver uma reportagem na televisão que pedia doações de frascos de vidro para o Banco de Leite Humano do Hospital Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, ela não pensou duas vezes e passou a pedir aos amigos do trabalho e da igreja para juntar os potes e entregar para ela.

De lá para cá, um ano depois da reportagem, dona Raquel Sobrinho se tornou uma espécie de madrinha do Banco de Leite do Himaba. Ao todo, ela já conseguiu entregar mais de mil frascos, que são utilizados para armazenamento de leite materno destinado à alimentação de bebês prematuros ou de baixo peso internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN).

Somente na última semana, foram pelo menos 200 recipientes. Devido à pasteurização, processo de esterilização que envolve altas temperaturas e resfriamento súbito, esses potes se desgastam facilmente e necessitam de reposição constante. A doação desses frascos é importante, porque o Himaba entrega para as doadoras coletarem o leite, pasteurizar no hospital e dar para os bebês da UTIN.

A médica responsável técnica pelo Banco de Leite do Himaba, Angélica Carvalho, explica que quando se fala em aleitamento materno e a doação de leite, isso também envolve o uso do vidro. É fundamental que a doadora tenha à sua disposição frascos de vidro com tampa de plástico, fora desse padrão não é garantida a segurança do leite.

“O frasco de vidro passa por muitas etapas de congelamento e fervura, por isso acaba provocando a fissura no vidro e o recipiente é descartado. Essa reposição precisa ser constante. Então quando vemos uma pessoa como dona Raquel, que disponibiliza seu tempo e até seu recurso financeiro, enfrentando desafios de falta de compreensão de outras pessoas, ela se torna a nossa madrinha do Banco de Leite do Himaba”, afirmou Angélica, que é pediatra neonatologista.

Os vidros para uso interno na pasteurização precisam ser padronizados e por isso são adquiridos pelo hospital. Mas, o recipiente que é fornecido para as doadoras pode ser qualquer um entre 200 a 400ml, com tampa de plástico.

Como doar

Para doar, basta ligar para Banco de Leite do Hospital, localizado à Avenida Ministro Salgado Filho, 918, Cristóvão Colombo, em Vila Velha.  O Banco de Leite do Himaba funciona todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados, das 8h às 17 horas. O telefone de contato é o 3636-3151.

Para fazer a conservação do leite materno doado e facilitar o trabalho de descongelamento do leite, os frascos de vidros de tamanho médio ou pequeno, tipo os de café solúvel, são os ideais. Também não acumulam cheiro e nem resíduos com o uso da tampa de plástico. Todos os potes doados passam por um processo de higienização.

O Himaba

Inaugurado em 04 de abril de 2002, o Himaba conta com leitos de pediatria e de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Entre 2003 a 2008 houve a ampliação dos leitos de UTI Neonatal e da enfermaria de pediatria, além das inaugurações do ambulatório de especialidades pediátricas, da agência transfusional de sangue, do centro cirúrgico, do centro diagnóstico, pronto-socorro, UTI pediátrica, banco de leite, sala de recreação e maternidade. Também é oferecido o serviço de referência de cardiopatia congênita. Desde 2018, o Himaba também oferece o serviço de pronto-socorro e internação em saúde mental.

Tipo de Atendimento Prestado: Eletivo – Urgência e Emergência 24 horas.

Especialidades: Pediatria Geral, Cirurgia Pediátrica, Ortopedia Pediátrica, Neonatologia e Terapia Intensiva Pediátrica, Obstetrícia, Cardiologia Pediátrica e Nefrologia Pediátrica.

 

Leia mais

Leia também