Monumento Natural Frade e a Freira denomina nova rota turística

Foto: Yuri Barichivich

O Monumento Natural O Frade e a Freira, a partir desta sexta-feira (16,) passa a denominar um novo produto turístico do Espírito Santo, a Rota Frade e a Freira. A lei sancionada pelo governador do Estado, Renato Casagrande, fortalece a região atraindo para o local mais visitantes e também novos negócios.

A rota contempla os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Itapemirim, Rio Novo do Sul e Vargem Alta, cidades que estão inseridas nas regiões turísticas Montanhas Capixabas, Costa, Imigração e Vales e do Café.

O local é considerado um cartão postal do Espírito Santo e atrai muitas pessoas que procuram a região para a contemplação da natureza e a prática de escalada esportiva. 

A secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, destaca o potencial da região e a importância desta rota para o incremento da economia local. “O atrativo natural como ponto focal de uma rota turística estimula o investimento na região de empreendedores da hotelaria, por exemplo, fortalecendo a economia local e trazendo para nosso Estado um maior fluxo turístico, assim que os índices de transmissão do Covid -19 permitirem”, enfatiza Lenise Loureiro.

A secretária municipal de Cultura e Turismo de Cachoeiro de Itapemirim,  Fernanda Merchid Martins, afirma que a  iniciativa é importante, porque proporciona o fortalecimento e o aumento das oportunidades para empreendedores do turismo do município, ampliando o interesse em investimento e beneficiamento de atividades turísticas, além de promover a cooperação entre os municípios contemplados.  “O monumento do Frade e a Freira já recebe um fluxo significativo de turistas, e com a legalização, ganha-se mais consistência e consolidação desse movimento”, destaca a secretária, enfatizando que as tendências previstas  pós-pandemia apontam pela busca por espaços naturais.

Unidade de Conservação

A Unidade de Conservação Monumento Natural Frade e a Freira foi criada por ser um marco paisagístico e histórico do Espírito Santo. Declarada como Patrimônio Natural Cultural, a unidade apresenta um conjunto granítico de 683 metros de altitude com uma silhueta que lembra o perfil de um frade e uma freira.

Segundo o Instituto Estadual do Meio Ambiente (Iema), o  Monumento Natural o Frade e a Freira é composto por áreas particulares e, por isso, qualquer visita ao atrativo nestas áreas deve ser informada aos proprietários. Informa ainda que, atualmente, está aberto ao público o mirante natural em elevação rochosa, do alto do “ombro” do Frade, acessível por estrada de terra, a partir da BR-101.

Leia mais

Leia também