Monast realiza três lives para divulgar seus 10 anos de criação

Para marcar os 10 anos de sua criação, o Monumento Natural Serra das Torres (Monast), realizará três transmissões ao vivo (live) no perfil oficial @MeioAmbienteES, no Instagram. As lives serão nos dias 10, 11 e 14 de junho, sempre às 11 horas.

O Monast, com seus 10.458,90 hectares, é a maior Unidade de Conservação da categoria “Proteção Integral” criada pelo Governo do Estado do Espírito Santo. Sua área foi reconhecida como prioritária para a conservação da biodiversidade no Estado (Decreto nº2530-R/2010), sendo localizada nos maciços rochosos entre os municípios de Atílio Vivácqua, Muqui e Mimoso do Sul. A criação da Unidade de Conservação aconteceu em 14 de junho de 2010 com a publicação da Lei Estadual nº 9463/2010.

O nome Serra das Torres é derivado de seu relevo montanhoso, que pode atingir até 1.260 metros de altitude, com formação rochosa representada por pontões, “pães de açúcar, escarpas íngremes e vales profundos que, avistada ao longe, lembra uma série de torres perfiladas, entre elas se destaca a Pedra do Farol.

Bacias hidrográficas

Do alto de seus remanescentes florestais e fundos de vale nascem as águas que fazem parte de duas importantes bacias hidrográficas, a do rio Itapemirim e a do rio Itabapoana. Com presença de plantas rupestres e formações florestais montanas e submontanas, no Monast são realizados estudos da flora que já identificaram 201 espécies vegetais, sendo 17 ameaçadas de extinção.

Até agora, as pesquisas já identificaram a presença de 20 espécies de peixes, 120 espécies de aves, incluindo quatro ameaçadas de extinção, e 17 espécies de mamíferos, como o sagui-da-cara-branca, a jaguatirica, o gato-maracajá, a lontra, a preguiça-de-coleira e outros.

Os répteis e anfíbios são os mais pesquisados na Unidade de Conservação até agora e já foram encontradas 35 espécies de répteis, algumas delas raras e de pouca ocorrência no Estado. Já para os anfíbios foram registradas 52 espécies, sendo três existentes apenas no Espírito Santo e uma exclusiva do Monast.

Confira a programação das lives no Instagram @MeioAmbienteES:

– 10/06 (quarta-feira), às 11h:
 “Desafios para alcançar os objetivos de criação do Monast”, com Guilherme Carneiro (Iema), gestor do Monast e o secretário de Meio Ambiente de Atílio Vivácqua, Márcio Menon.

– 11/06 (quinta-feira), às 11h: 
“A importância do Monast para a conservação da biodiversidade”. Com Guilherme Carneiro (Iema), gestor do Monast e Jane de Oliveira, professora, doutora e pesquisadora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

– 14/06 (domingo) às 11h:
“A importância do Monast para o desenvolvimento da região”. Com Guilherme Carneiro (Iema), gestor do Monast e Juci e Cláudio, moradores do entorno da unidade conservação.

Leia mais

Leia também