Moderna planeja fábrica de vacinas de mRNA na África à medida que a pressão aumenta

Compartilhe


Reuters – A Moderna planeja investir cerca de US $ 500 milhões para construir uma fábrica na África para fazer até 500 milhões de doses de vacinas de mRNA a cada ano, incluindo sua injeção COVID-19, conforme aumenta a pressão sobre a indústria farmacêutica para a fabricação drogas no continente.

O local proposto pela Moderna (MRNA.O) também incluirá recursos de engarrafamento e embalagem. A empresa disse que iniciará o processo de decisão do país e da localização em breve.

“Esperamos fabricar nossa vacina COVID-19, bem como produtos adicionais dentro de nosso portfólio de vacinas de mRNA nesta instalação”, disse o CEO Stephane Bancel em um comunicado na quinta-feira.

A medida surge em um debate acirrado entre as farmacêuticas e os governos sobre a renúncia dos direitos de propriedade intelectual das vacinas COVID-19 para ajudar a acabar com a pandemia e dar a mais países em desenvolvimento acesso às vacinas depois que os países ricos compraram a maior parte do suprimento deste ano. 

Os Estados Unidos disseram que a apoiariam, mas a ideia enfrentou oposição das empresas farmacêuticas, que argumentam que precisam supervisionar qualquer transferência de tecnologia devido à complexidade do processo de fabricação.

A Pfizer (PFE.N) e seu parceiro BioNTech (22UAy.DE) , fecharam um acordo em julho para a Biovac da África do Sul para ajudar a fazer cerca de 100 milhões de doses por ano de sua vacina COVID-19 para a África.

Mas a Moderna é a primeira empresa a projetar uma fábrica própria no continente. Forneceu mais de 500 milhões de doses de sua vacina COVID-19 até o momento.

A empresa quer “estender o impacto social da Moderna por meio do investimento em uma fábrica de mRNA de última geração”, disse Bancel.

A Organização Mundial da Saúde tem tentado persuadir a Moderna e a Pfizer-BioNTech a unir forças com seu plano de um centro de transferência de tecnologia na África.

Um alto funcionário da OMS disse à Reuters no mês passado que não houve muito progresso nas negociações com a Moderna. 

Na quarta-feira, a Suécia e a Dinamarca pausaram o uso da vacina Moderna para grupos de idades mais jovens após relatos de possíveis efeitos colaterais cardiovasculares raros e citando dados de um estudo nórdico não publicado. As ações fecharam em queda de 9% em Nova York na quarta-feira.

Leia também

Oito cidades atingidas por desastres receberão mais de R$ 3,4 milhões para ações de defesa civil

Oito cidades do País atingidas por desastres naturais vão receber mais de R$ 3,4 milhões para ações de...

Governo reduz prazo de concurso do INSS com 1.000 vagas

FELIPE NUNES SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - O Ministério da Economia reduziu para dois meses...

Vigas em pré-moldados para implantação de galerias no bairro Vila Vicente já estão no local

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos, acaba de dar uma ótima notícia na manhã...

Próxima excursão do Projeto Avivar terá reportagem especial em rede de TV do Espírito Santo

A terceira excursão do Projeto Avivar aconteceu neste sábado, 30, em clima festivo como sempre, com cerca de...

ES: assaltantes armados invadem casa de luxo e fazem médico e família reféns

    Casa de luxo invadida na Ilha do Boi, em Vitória Dois assaltantes armados invadiram uma casa de luxo e...

Especialista alerta para a importância da vacinação contra covid-19 e gripe

As campanhas de vacinação contra gripe e covid-19 estão ativas por todo Brasil. Seis em cada dez mortos...

Manifesto LGBTQIA+ reuniu centenas de pessoas em Vitória: veja fotos

Evento aconteceu neste domingo (31) e contou com marcha, apresentações culturais, artísticas e shows no Sambão do Povo,...

Espírito Santo abre seleção para 200 bolsas integrais em cursos técnicos: veja como se inscrever

  Programa Bolsa Técnica oferece bolsas de cursos técnicos no ES — Foto: Prefeitura de Jundiaí/Divulgação Foram abertas, nesta quinta-feira...