Ministério recomenda que organismos de políticas para mulheres não paralisem atendimento

Ministério recomenda que organismos de políticas para mulheres não paralisem

– Foto:
EBC

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) divulgou, nessa quinta-feira (26), documento em que recomenda aos Organismos Governamentais de Políticas para Mulheres (OPM) a manutenção dos serviços da rede de atendimento à mulher, respeitando as orientações de segurança sanitária do Ministério da Saúde para a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no País.

De acordo com dados divulgados pelo Ligue 180, canal de atendimento à mulher, o período de quarentena causado pela pandemia provocou um aumento de 9% no número de ligações ao canal. A ministra Damares Alves explica que o confinamento acaba obrigando vítimas a conviverem com seus agressores por longos períodos.

“Pela nossa experiência, sabemos que o agressor é, na maioria das vezes, uma pessoa da família ou então muito próxima, que frequenta com facilidade a casa da vítima. Por isso, durante essa quarentena, estamos reforçando os mecanismos que ajudam essas mulheres a denunciar, para que elas tenham apoio, denunciem de forma segura e possam ser protegidas”, disse.

A Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), por meio do documento, recomenda, ainda, a implementação de comitês de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres no contexto da Covid-19 em estados, Distrito Federal e municípios; realização de campanhas sobre importância de se denunciar a violência doméstica e familiar contra as mulheres com divulgação dos canais de denúncia; entre outras medidas.

“O funcionamento da rede de atendimento e a disseminação de informações úteis são essenciais para as mulheres. Foi neste contexto, que produzimos recomendações para as secretarias estaduais e municipais. Seguiremos atuando para minimizar os impactos da pandemia do Covid-19, sobre as mulheres”, afirma a secretária Cristiane Brito.

Acesse o documento aqui.

Nível global

O documento leva em consideração os exemplos de países que tiveram a população infectada pelo coronavírus antes do Brasil, como China, Espanha, Suíça, Estados Unidos, Austrália e outros, que registraram, em seus territórios, aumento no número de casos de violência doméstica e familiar contra mulheres desde o início da pandemia.

Outras publicações que orientaram a elaboração do documento foram “Gênero e Covid-19 na América Latina e no Caribe: dimensões de gênero na resposta”, da ONU Mulheres, e as Recomendações do Comitê de Peritas do Mecanismo de Acompanhamento da Convenção de Belém do Pará. Ambas tratam da necessidade de desenvolvimento de novas modalidades ou adaptação dos serviços de atendimento à mulher em situação de violência diante da crise.

Leia mais

Parque Nacional do Ceará credencia guias turísticos

Trilha Samambaia do Parque Nacional Ubajara – Foto: ICMBio Essa é...

ES é o 3º estado com mais mortes por consumo de álcool no Brasil

Dados são da pesquisa do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa) e se referem ao ano de 2017. Estado registrou 41,5 óbitos...

Nova fase da campanha de vacinação vai atender professores e pessoas acima de 50 anos

Nas duas primeiras fases da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foram vacinadas 43 milhões de pessoas. ...

Aneel aprova edital de leilão para serviços de transmissão de energia elétrica em nove estados

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o Edital do Leilão de Transmissão (nº 1/2020) que abrange a concessão dos serviços de construção, operação...

Leia também

PL que institui programa de recuperação tributária aguarda parecer na Câmara desde junho

Com a promessa de preservar negócios e manter emprego e renda no atual cenário econômico, o projeto de lei que institui o Programa Extraordinário...

CNI e especialistas voltam a defender reforma tributária ampla e geral e criticam “nova CPMF”

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) voltou a defender, nessa quarta-feira (30), uma reforma tributária com imposto único e sem aumento de carga tributária....

Equipe de robótica do Rio de Janeiro desenvolve mecanismo que possibilita abertura de portas sem o uso das mãos

Uma equipe de robótica composta por sete alunos do ensino médio do colégio Franco Brasileiro, no Rio de Janeiro, foi premiada no Torneio SESI...

Sistema de desinfecção de táxis e transportes por aplicativo rende premiação a escola de Sergipe em torneio nacional de robótica

A fácil infecção pelo coronavírus através do ar ou simples contato com superfícies contaminadas afastou a população de táxis e transportes por aplicativo e...