Ministério Público cobra aplicação de 54 mil doses de vacinas contra Covid-19 paradas no Sul do Espírito Santo

 

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) constatou que mais de 50 mil doses de vacinas contra Covid-19 destinadas para a imunização com a aplicação da primeira dose estão paradas na região Sul do estado.

O órgão chegou ao número analisando o total de vacinas recebidas pelos 26 municípios da região e o número de doses aplicadas. Os dados estão disponíveis no Painel da Covid-19, do governo do Estado.

A diferença das doses que foram retiradas pelos municípios na Superintendência Regional de Saúde da Região Sul e não foram aplicadas foi de 54.792.

Em uma reunião com os secretários municipais de Saúde dos 26 municípios, o MPES cobrou planejamento e adoção de providências imediatas para que a população dos grupos prioritários seja vacinada com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e que os imunizantes não fiquem guardados.

Os municípios disseram, no entanto, que não estão com todas essas doses armazenadas. A diferença nos dados, segundo as secretarias de Saúde, aconteceu porque estão com com dificuldade em atualizar e enviar os registros de aplicação para o Ministério da Saúde e para o Painel Covid-19.

De acordo com os municípios, falta pessoal para lançar os dados de aplicação no sistema.

Em resposta aos municípios, o Ministério Público pediu que sejam feitos mutirões tanto de lançamento de dados no sistema, quanto de vacinação.

Além da região Sul, o Ministério Público informou que vai fazer reuniões com o mesmo objetivo com representantes das secretarias de Saúde de municípios das outras regiões do Espírito Santo.

Vacinação contra a Covid-19 — Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

Vacinação contra a Covid-19 — Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

-->