Ministério lança Rota da Fruticultura no DF

Profissionalizar a cadeia de produção de frutas no Distrito Federal e entorno. Esse é o objetivo da Rota da Fruticultura, lançada neste sábado, 12 de maio, pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. O investimento federal no projeto foi de mais de um milhão de reais e inclui a doação de equipamentos, como câmaras frigoríficas e caminhões para transporte das mercadorias.

Presente ao lançamento da rota, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destacou a importância da iniciativa para os produtores da região.

“Existem quase 4,5 milhões de habitantes aqui, tanto do Distrito Federal quanto das cidades do entorno, são cidades que têm um alto poder aquisitivo, ou seja, há um grande potencial de consumo de frutas e de outras hortaliças. Nós queremos com essa ação apoiarmos a geração de emprego, de renda e de oportunidades pra milhares de brasilienses que moram no entorno e que estão conseguindo sobreviver e, o que é mais importante, aumentar as suas respectivas rendas, levando alimento saudável pra mesa dos brasilienses”.

Elson Marcelo da Silva é secretário da Coopermista, da cidade de Planaltina, no Distrito Federal. A cooperativa, que produz por semana mais de 60 toneladas de frutas e verduras, recebeu da Codevasf, a Companhia do Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, um caminhão para transporte das mercadorias. Segundo Elson, o veículo vai possibilitar que o preço do frete seja reduzido. Ele elogiou a iniciativa do Governo Federal.

“Nós ficamos muito contentes porque o pessoal aí da Codevasf voltou os olhos para a agricultura e viu o grande potencial que tem a agricultura aqui no Distrito Federal porque quem tá de fora vê só a questão política e esquece que temos produtor e temos produção, então este evento que está acontecendo aqui hoje é de grande importância pra gente, pro desenvolvimento da agricultura do Distrito Federal”.

Além da Rota da Fruticultura, o MDR também apoia as rotas do Mel, do Açaí, da Biodiversidade, do Cacau, do Cordeiro, da Economia Circular, do Leite, do Peixe e da Tecnologia da Informação e Comunicação.

Para saber mais, acesse mdr.gov.br.

Foto: Valter Campanato/Agência BrasilFoto: Valter Campanato/Agência Brasil