Ministério da Saúde prorrogou a habilitação de 372 leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19

O Ministério da Saúde prorrogou a habilitação de 372 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto exclusivos para o tratamento de pacientes com Covid-19 no Sistema Único de Saúde (SUS). Os leitos foram prorrogados em quatro estados: Minas Gerais, Rio Grande do Sul, em São Paulo e no Paraná. 

A medida faz parte o plano estratégico do Governo do Federal no atendimento aos estados e municípios. Para a prorrogação dos leitos intensivos, o valor investido será de R$ 17,8 milhões, pago em parcela única, para que os entes federados façam o custeio dessas unidades pelos próximos 30 dias. Os recursos foram divulgados em portarias do Diário Oficial da União.

Estudo aponta letalidade de 0,23% de pacientes com Covid-19

Ministério da Saúde vai liberar recursos para combater obesidade, diabetes e hipertensão na pandemia

Cada leito de UTI para Covid-19 custa diariamente o dobro do valor habitual para leitos de UTI, passando de R$ 800 para R$ 1.600. Os gestores dos estados e municípios recebem o valor antes mesmo da ocupação do leito. Um dos critérios para habilitação ou prorrogação das unidades intensivas é a necessidade de comprovação de equipe médica adequada para o atendimento aos pacientes.

No estado de Minas Gerais, foi prorrogada a habilitação de 51 leitos. Já no Rio Grande do Sul, são cinco. No estado de São Paulo, foram 28 leitos e no estado do Paraná, 288.

Hospital de campanha Covid-19. Foto: Agência Brasil

Leia mais

Leia também