Ministério da Economia modifica sistema de compras públicas para enfrentar pandemia

Esplanada dos Ministérios | Foto: Agência Brasil ´EBC

Sistema de compras públicas é modificado durante pandemia

O Ministério da Economia, atento à pandemia do novo coronavírus,  adaptou procedimentos de compras públicas para oferecer ferramentas mais ágeis. As principais ações estão focadas em desburocratizar o acesso aos insumos de saúde e incentivar a economia do País. Todas as orientações em logística pública no combate ao Covid-19 estão reunidas e podem ser encontradas no Portal de Compras Governamentais.

Com a publicação da Medida Provisória nº 926/20, na última sexta-feira (20), novas funcionalidades do Comprasnet, o sistema de compras públicas do Governo Federal, já foram implementadas e outras serão oferecidas nos próximos dias para que se adequem à MP. O normativo alterou a Lei 13.979/20, que trata sobre as medidas que poderão ser adotadas diante da pandemia.

Está disponível, também, cartilha que esclarece os novos entendimentos para que agentes públicos federais, estaduais, distritais e municipais possam ter mais tranquilidade e segurança para elaborarem as contratações públicas durante este período.

Quanto ao estímulo da economia, o Governo Federal tem realizado diversas ações para que os efeitos da pandemia sejam contrabalanceados. Uma das iniciativas é a alteração do Decreto nº 8.538/15, que tornou possível a aplicação de direitos de preferência a cooperativas em licitações. A mudança estimula um nicho que emprega quase meio milhão de pessoas e que mostra um crescimento substantivo na formalização de postos de trabalho.

Outra ação nesse sentido foi a minuta de Instrução Normativa colocada em consulta pública, que, quando entrar em vigor, possibilitará a antecipação de recursos para os fornecedores da Administração Pública Federal.

O ME também tem ajudado na elaboração de propostas de leis e medidas provisórias para prover o gestor público de iniciativas legais que garantam eficiência e agilidade nas aquisições de bens e serviços. É o caso do Almoxarifado Virtual, que passou a contemplar itens de higiene e proteção, assim como o chamamento de doações desse tipo de insumo.

Já os contratos de prestação de serviços terceirizados também receberam novas recomendações.  Outras orientações serão divulgadas diariamente dentro da página principal para que as áreas envolvidas em atividades relacionadas às compras públicas possam se atualizar.

Leia mais

1º caso confirmado de COVID-19 no município de Aracruz

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou, através de Boletim Epidemiológico oficial, neste quarta feira (01), o primeiro caso de contaminação por Coronavírus em Aracruz,...

Laboratório Central do Espírito Santo faz mais de mil exames de Covid-19 por dia e resultados saem mais rápido

Capacidade do Laboratório Central aumentou de 200 para 1.200 testes por dia durante a pandemia. Somente o Lacen já fez mais de 45 mil...

Hospital Universitário oferece assistência remota a pacientes em João Pessoa

A central telefônica conta com quatro linhas, que contemplam 12 especialidades. – Foto: ...

Polo Empresarial Cercado da Pedra tem 26 lotes arrematados durante concorrência pública

Vinte e seis lotes do Polo Empresarial Cercado da Pedra, localizado na Serra, foram adquiridos por...

Leia também

Após pisar em uma mulher em SP, PMs são afastados da função

Os policiais que aparecem nas imagens pisando e...

Os caminhos para trabalhar ou fornecer serviços na retomada da Samarco

A retomada das operações da Samarco, no Sul...

Após noite de festa, Adriano Imperador precisa de ajuda para sair de baile funk no Rio

Adriano Imperador foi filmado na manhã do último...

Operação em Guaíra apreende 500 caixas de cigarro contrabandeado do Paraguai

Carga estava em um caminhão que foi abandonado, após perseguição policial; ninguém foi preso. 1...