Militares atuam no Apoio Logístico e na segurança do 2º turno

Militares atuam no Apoio Logístico e na segurança do 2º turno

O apoio logístico ocorre por meio do deslocamento das urnas eletrônicas e dos agentes eleitorais até as localidades Foto: Ministério da Defesa

O segundo turno das eleições municipais de 2020 ocorrem neste domingo (29). Os eleitores brasileiros poderão definir os representantes de governo e de prefeitura, com o apoio das Forças Armadas no Apoio Logístico e na Garantia da Votação e Apuração (GVA).

A atuação da Marinha, Exército e Aeronáutica é necessária nos locais de difícil acesso à Justiça Eleitoral. O apoio logístico ocorre por meio do deslocamento das urnas eletrônicas e dos agentes eleitorais até as localidades. Até o momento, no segundo turno, esse transporte será feito no município de Paquetá, no Rio de Janeiro.

Já as ações de GVA, são efetuadas nas localidades indicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir da manifestação dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Até o momento, a assistência militar será prestada em 40 localidades, distribuídas nos estados do Acre, Amazonas, Maranhão e Ceará. Os militares atuarão para garantir a segurança da população, além de assegurar a normalidade da votação e apuração integral dos resultados nas localidades que precisam de reforço.

Primeiro turno

As Forças Armadas transportaram mais de 720 pessoas e 23 mil quilos de material, entre urnas eletrônicas e outros itens para a Justiça Eleitoral, no primeiro turno. Na execução das atividades, foram empregados 145 navios e embarcações, cerca de 2 mil veículos e 24 aeronaves, somando-se ao todo 182 horas de voo.

Com informações do Ministério da Defesa

Leia mais

Leia também