Mídia chinesa diz que projeto aprovado pelo Senado dos EUA provoca separação e confronto entre os dois países


CRI – O Senado dos EUA aprovou no dia 8 o Projeto de Lei de Inovação e Competição, no qual trata a China como um “inimigo imaginário” em todos os aspectos, calunia o caminho de seu desenvolvimento e suas políticas interna e externa, e ainda defende uma competição estratégica em grande escala com a China chegando até a provocar a separação e o confronto entre os dois países.

O projeto é simplesmente uma supressão contra a China em nome da inovação e competição. Isso não apenas distorce a intenção original, mas também atropela e humilha o princípio do livre mercado competitivo defendido por alguns estadunidenses.

Muitos analistas apontam que nenhuma das premissas do projeto de lei toca nas questões centrais dos EUA e, portanto, não ajuda a resolver a atual crise que o país enfrenta. Pelo contrário, quanto mais o projeto de lei exagera a “ameaça da China”, mais expõe a incompetência de alguns políticos norte-americanos na governança, que tentam “sempre culpar os outros”.

Na globalização econômica de hoje, as tentativas de alguns estadunidenses de suprimir de forma abrangente a China por meio de legislação, sem dúvida, causarão danos ao desenvolvimento e ao progresso globais, além de acabar prejudicando a si mesmos.

Na verdade, o objetivo do desenvolvimento da China nunca foi substituir os EUA, mas permitir que o povo chinês tenha uma vida mais feliz e melhor. A China acolhe uma competição saudável com base na equidade e justiça, mas não aceita ataques mútuos e competição feroz de vida ou morte, e não permite que ninguém o prive de seu direito legítimo ao desenvolvimento.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Erasto Santos Cruz

Bandeiras dos Estados Unidos e da China

Bandeiras dos Estados Unidos e da China (Foto: REUTERS/Aly Song)

Leia mais

Leia também