Mídia chinesa diz que políticos estadunidenses deveriam respeitar fatos sobre Xinjiang


Rádio Internacional da China A Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Representantes dos EUA convocou recentemente uma audiência sobre “as questões de Xinjiang”, que contou com a presença de separatistas da região, e políticos tendenciosos com relação às políticas da China sobre Xinjiang. Essa audiência de “presunção de culpa” deu ao mundo mais um show antiChina fracassado.  

Outro evento foi uma videoconferência realizada pela Embaixada da China nos EUA e pelo governo da Região Autônoma Uigur de Xinjiang, na qual os oficiais e habitantes da região apresentaram suas próprias histórias e dialogaram com os participantes da parte estadunidense. 

Vale ressaltar que antes da videoconferência, a parte chinesa tinha convidado parlamentares estadunidenses. No entanto, os políticos norte-americanos que geralmente se preocupam com os “direitos humanos” em Xinjiang não estiveram presente. 

A razão é simples. Porque eles sabem que as mentiras relacionadas a Xinjiang, inventadas por eles mesmos e pelos grupos antiChina, são vulneráveis perante os fatos mostrados pela parte chinesa. 

Depois que o novo governo dos EUA assumiu o poder, ele deu continuidade às políticas sobre a China do seu antecessor. Os EUA estão tentando obstruir sem escrúpulos o desenvolvimento de Xinjiang e suprimir e conter a China. Alguns internautas apontaram que os políticos americanos não querem “proteger” os direitos humanos em Xinjiang, mas estão tentando destruí-los na região. 

Em relação ao desenvolvimento de Xinjiang, também existem fatos como evidências. A região não registra incidentes terroristas violentos há mais de quatro anos, e sua economia tem se desenvolvido de forma constante. De 2014 a 2019, o PIB de Xinjiang cresceu a uma taxa média anual de 7,2%, e a renda per capita disponível dos residentes cresceu a uma taxa média anual de 9,1%. Em 2020, o PIB de Xinjiang cresceu 3,4%, 1,1 ponto percentual acima do nível nacional. 

Quando os fatos e as verdades sobre Xinjiang estão revelados, alguns políticos norte-americanos e ocidentais os ignoraram. O que eles não querem enfrentar é a prosperidade de Xinjiang.

(Foto: Diário do Povo)

Leia mais

Leia também