Mesmo em risco alto, restaurantes poderão funcionar até às 22h e aos fins de semana em Guarapari

A Prefeitura de Guarapari publicou um decreto, nesta quinta-feira (16), que permite o atendimento presencial de restaurantes, pizzarias, cafeterias e hamburguerias do município até as 22 horas, de segunda a sexta-feira, com tolerância de 30 minutos para o encerramento do funcionamento. A medida passa a valer a partir da próxima terça-feira (21). Além disso, o decreto municipal permite que os restaurantes funcionem aos sábados e domingos, das 11 às 15 horas.

Guarapari, no entanto, está classificado como município de alto risco para a covid-19, dentro da matriz de risco desenvolvida pelo governo do Estado. De acordo com o decreto estadual em vigor, nos municípios enquadrados nessa classificação, restaurantes e lanchonetes só podem realizar atendimentos presenciais de segunda a sexta-feira, até às 18 horas. Após esse horário, são permitidos apenas atendimentos no modo delivery, assim como nos fins de semana.

Por causa dessa flexibilização nas regras, a Procuradoria-Geral do Estado informou que vai comunicar os fatos ao Ministério Público Estadual (MPES), para que o órgão tome as devidas providências. Segundo a PGE, a postura foi a mesma adotada nos casos de outros municípios capixabas que também flexibilizaram medidas determinadas pelo governo estadual. Por meio de nota, a PGE ressaltou ainda que todos os municípios devem respeitar as normas editadas pelo Estado e que podem adotar ações mais restritivas, mas nunca flexibilizar as medidas.

Notificação

O Ministério Público Estadual informou que, por meio da Promotoria de Justiça de Guarapari, notificou o prefeito do município, Edson Magalhães, para que cumpra o Decreto Estadual nº 4636-R/2020 e as portarias da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) que estabelecem medidas sanitárias e administrativas para prevenção, controle e contenção de riscos decorrentes da pandemia.

Ainda segundo o MPES, o prefeito deve se abster de expedir ou publicar decretos, portarias e outros atos administrativos municipais que contrariem ou flexibilizem as medidas adotadas no âmbito estadual. Além disso, ele deve revogar qualquer norma que altere o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços, em especial aquelas referentes a proibições, alternância de dias e limite de horário de funcionamento.

O prefeito também deve adotar todas as providências para que as normas estabelecidas que preveem o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social sejam cumpridas pela população do município, principalmente as pessoas integrantes do grupo de risco, pelos proprietários de estabelecimentos comerciais e pelos prestadores de serviços.

De acordo com o Ministério Público, a notificação tem o sentido de prevenir responsabilidades civis, penais e administrativas, para que não seja alegada ignorância quanto à extensão e o caráter ilegal e antijurídico dessas recomendações. Segundo o MPES, o prefeito deve informar à Promotoria de Justiça as providências adotadas. As informações devem ser encaminhadas no prazo máximo de 24 horas, contado a partir do recebimento da notificação.

A reportagem procurou a Prefeitura de Guarapari e questionou sobre os motivos que a levaram a flexibilizar as regras estipuladas pelo governo estadual, mas até o momento não houve retorno.

Outras medidas

Ainda sobre o funcionamento de restaurantes e lanchonetes em Guarapari, o decreto proíbe a realização de eventos comemorativos, funcionamento de espaço kids e apresentações artísticas de voz e violão ou música mecânica nesses estabelecimentos.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Pesquisadores do Espírito Santo fazem estudo para saber se quem já se infectou está imune ao Coronavírus

Pesquisadores do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), iniciaram um estudo para investigar a resposta imunológica do...

Lions Clube tem nova diretoria

O Lions Clube de Nova Venécia empossou no...

Google Meet reforça aulas de redação em escola de Pedro Canário

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Doutor Edward Abreu do Nascimento, de Pedro...

Espírito Santo participa do 4º Encontro da Rede Brasileira de Observatórios de Turismo

A Secretaria de Turismo (Setur), por meio do Observatório do Turismo do Estado do Espírito Santo,...

Leia também

Bandido é preso após furtar clínica no centro de Mantena

O bandido já havia furtado a Clínica nesta  sexta feira, (18), a polícia esteve presente e  não conseguiu localiza-lo indo embora, porém o larápio ...

Carro capota e em seguida pega fogo em mais um acidente na reta do Maia, em Barra de São Francisco

Mais um acidente foi registrado na reta do Maia, em Barra de São Francisco, na madrugada deste sábado (19). De acordo com informações do Corpo...

Comandante-geral da PM realiza reunião de trabalho em unidades do norte e noroeste do Estado

Nesta sexta-feira (18), o Comandante-geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Douglas Caus, realizou reuniões de trabalho no 11º BPM em Barra de...

Brasil: delegado se nega a usar máscara e saca arma para fazer ameaças

Um delegado da Polícia Civil foi preso na...