Menino de 8 anos encontrado morto em Vitória foi assassinado, diz polícia

Atestado de óbito da criança aponta que a causa da morte foi ‘politraumatismo, ação contundente, homicídio’.

Menino foi encontrado morto no Morro do Romão, em Vitória

Menino foi encontrado morto no Morro do Romão, em Vitória

Por Glacieri Carraretto, G1 ES

Aos oito anos de idade, o menino Paulo Antônio Marinho foi assassinado. É assim que a Polícia Civil trata o caso da criança que morreu depois de ser encontrado pela mãe com diversas agressões pelo corpo na última sexta-feira (2), no Morro do Romão, em Vitória.

As investigações do crime estão sob a responsabilidade da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória. No dia da morte, a Polícia Militar registrou que a mãe havia saído de casa para levar o filho caçula, de cinco anos, ao hospital.

Paulo Antônio estava dormindo e ficou na companhia do padrasto, com quem convivia há cerca de seis meses.

Ao retornar para casa, a mãe encontrou o menino com marcas roxas pelo corpo, além de cortes e mordidas.

Uma equipe médica do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionada e levou Paulo Antônio, acompanhado da mãe dele, para um hospital. No entanto, antes mesmo que a criança chegasse à unidade hospitalar, ela sofreu uma parada cardiorespiratória, foi reanimada, mas não resistiu e morreu.

A Polícia Militar foi acionada e não localizou o padrasto, que teria sido a última pessoa com quem Paulo Antônio esteve.

O corpo do menino foi levado para o Departamento Médico Legal (DML). No atestado de óbito consta como causa da morte “politraumatismo, ação contundente, homicídio”.

Após a constatação da morte de Paulo Antônio, o padrasto do menino não foi mais encontrado nem pela família da criança e nem pela polícia.

Moradores da região repassaram informações para policiais de que o padrasto teria sido executado por bandidos do bairro por supostamente ser o autor da morte de Paulo Antônio. No entanto, a Polícia Civil afirmou que, até o momento, não houve nenhum registro de assassinato na região.

Sobre a possibilidade do padrasto ser autor da morte do menino, a Polícia Civil também não confirmou este fato e disse que a situação está sendo investigada.

Na manhã desta terça (6), parentes de Paulo Antônio foram chamados para prestar depoimento junto à DHPP Vitória.

Leia mais

Leia também