Meningite: saiba como identificar e prevenir

Compartilhe

Você sabe as causas de meningite? Sabe como identificar e prevenir?

Neste episódio a neurologista Paula Christina dá mais detalhes sobre o assunto.

A meningite é uma inflamação/infecção das membranas que revestem e protegem o cérebro e medula espinhal chamadas meninges. 

Essa infecção pode ser causada por diversos microrganismos, os mais comuns são os vírus, bactérias e fungos. Eles chegam até as meninges pelo sangue ou pelas vias aéreas.

Sintomas

  • Cefaleia
  • Febre
  • Alteração da consciência
  • Rigidez de nuca
  • Náuseas e vômitos
  • Tontura
  • Manchas vermelhas pelo corpo

Em bebês além desses sintomas pode ocorrer irritabilidade, choro fácil, rigidez do corpo todo.

Se você estiver com esses sintomas, procure um Pronto Socorro o quanto antes para uma avaliação.

Nos casos indicados pelo médico, uma investigação mais aprofundada será solicitada. O diagnóstico da meningite é feito pela análise do liquor, popularmente conhecido como líquido da espinha. Esse líquor está presente entre as meninges envolvendo o cérebro e medula espinhal. A presença dos microrganismos que eu falei, principalmente vírus e bactéria no líquor, definem o diagnóstico. Uma vez feito o diagnóstico o tratamento deve ser iniciado o quanto antes.

Fatores de risco

  • Idade (crianças e idosos)
  • Imunidade baixa
  • Gravidez
  • Frequentar locais sem ventilação
  • Não ter tomado as vacinas indicadas no calendário vacinal.

Prevenção

A principal maneira de se evitar essa doença é a vacinação. Existem 6 vacinas que podem ajudar na prevenção da meningite:

  • Três previnem contra os principais tipos de bactérias chamadas meningococos: Vacina meningocócica B, C e a conjugada 
  • Vacina pneumocócica conjugada que previne contra o pneumococo
  • Vacina contra o Haemophilus que faz parte das vacinas pentavalentes e hexavalentes mas também é disponível de forma isolada 
  • Vacina BCG que é aquela vacina que tomamos no braço nas primeiras 24 horas de vida e que protege contra a meningite tuberculosa  

Para cada vacina dessa existe uma data ideal que deve ser dada, número de doses de reforço e melhores momentos para fazer isso.

Por isso além das vacinas você deve se lembrar das recomendações habituais para grande parte das doenças infecciosas como evitar aglomerados especialmente nos meses de inverno, lavar as mãos sempre que possível, colocar a mão na frente da boca quando for espirrar ou tossir e não compartilhar objetos de uso pessoal.
 
Para saber mais, assista ao vídeo no Canal Doutor Ajuda.

Foto: Reprodução/Canal Doutor AjudaFoto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda

Leia também

Sejus investiga servidores por fuga de detentos de presídios do Estado

A Secretaria de Justiça do Espírito Santo (Sejus) instaurou inquérito contra cinco inspetores penitenciários que teriam facilitado a...

Guardiola diz que Manchester City dará a vida pelo Campeonato Inglês

O técnico do Manchester City, o espanhol Pep Guardiola, disse que seu time está pronto para “dar a...

Conheça ‘Garibolt’, o coletor e atleta que é ágil no trabalho e nas pistas de corrida

Salta do caminhão, recolhe sacos de lixo, corre atrás do caminhão, sobe nele mais uma vez e segue...

‘Fuga de jalecos’: a onda de profissionais da saúde que trocam Brasil pelos EUA

Os Estados Unidos encerraram o mês de março com 11,5 milhões de vagas de emprego abertas - o...

Imagens mostram capivaras se alimentando e amamentando filhotes perto de rio em Colatina

Um vídeo flagrou o momento que algumas capivaras se alimentavam e amamentavam seus filhotes na beira do Rio...

Aula Inaugural do Curso de Corte e Costura em Barro Preto será na segunda-feira, 16

O Senai vai iniciar o primeiro curso de Corte e Costura para 40 pessoas da Cooperativa das Costureiras...