Médicos-veterinários do Idaf são capacitados para uso de sistema de vigilância

Os médicos-veterinários do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) que atuam na área de defesa sanitária animal participaram, nessa terça (10) e quarta-feira (11), de capacitação para uso e implantação do Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (e-Sisbravet), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O curso, que contemplou cerca de 45 profissionais do Idaf, aconteceu na Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), em Vitória.

O e-Sisbravet é a ferramenta eletrônica específica para gestão dos dados obtidos na vigilância ativa e passiva em saúde animal, desenvolvida para o registro e acompanhamento das notificações imediatas de suspeitas de doenças e das investigações realizadas pelo Serviço Veterinário Oficial (SVO). O objetivo é registrar, consolidar e compartilhar os dados de atendimento a notificações imediatas de ocorrências zoossanitárias. 

O sistema possibilita ao SVO – no caso do Espírito Santo, o Idaf – coordenar e monitorar a evolução do processo de investigação, em tempo real, até a confirmação ou exclusão das doenças das categorias 1, 2 e 3 da Instrução Normativa do Mapa nº 50/2013. Estão incluídas doenças ausentes no País ou zonas, doenças sujeitas a programas oficiais de vigilância; ou que requerem intervenção oficial para seu controle, ou erradicação e outras doenças exóticas ou emergentes.

Notificação 

Pelo e-Sisbravet, qualquer cidadão poderá comunicar a ocorrência ou suspeita de doença dos animais, além de hospitais veterinários e profissionais que trabalham diretamente com os animais no campo. A notificação é rápida e simples e pode ser feita pelo link agricultura.gov.br/notificacao

A notificação das doenças obrigatórias é importante para que o Idaf tenha uma rápida resposta e defina estratégias de contenção.

Texto: Francine Castro 

Leia mais

Leia também