Medicamento para tratar Covid-19 já está disponível em hospitais do Espírito Santo

Compartilhe

 

 

Caixa do medicamento Olumiant, como é comercializado o baricitinibe pela farmacêutica Lilly — Foto: Lilly/Divulgação

Caixa do medicamento Olumiant, como é comercializado o baricitinibe pela farmacêutica Lilly — Foto: Lilly/Divulgação

O baricitinibe, um dos medicamentos aprovados pela Conitec para o tratamento da Covid-19, já está disponível em hospitais estaduais do Espírito Santo. De acordo com o secretário de estado de Saúde, Nésio Fernandes, o remédio está sendo distribuído aos pacientes que estão internados e fazendo o uso de ventilação não invasiva, como indica o fabricante do fármaco.

A medicação foi direcionada para três hospitais de referência para tratamento da doença: Hospital Estadual de Vila Velha, o Hospital São José do Calçado e o Hospital Roberto Silvares, em São Mateus. As instituições são responsáveis por encaminhar a medicação para outras unidades que eventualmente recebam pacientes com Covid-19.

O tratamento com baricitinibe é administrado com um comprimido por dia durante 14 dias. Segundo o secretário de Saúde, o Ministério da Saúde não deve enviar novos lotes do medicamento, e o governo do estado será o responsável por fazer as novas aquisições.

“O governo do Espírito Santo já abriu processo de compra próprio do medicamento, em relação de que o governo federal não enviará novos lotes do medicamento para os estados. Dessa maneira, nós acreditamos que o impacto das internações e óbitos pode ser combatido não somente com as vacinas, mas também com os tratamentos que são importantes na redução de desfecho na ventilação mecânica e de óbitos nos hospitais”, disse Nésio.

O Espírito Santo vive um momento de alta nos casos confirmados de Covid-19. Segundo o secretário, já são seis semanas de crescimento contínuo. No entanto, a alta não se refletiu no aumento significativo da ocupação de leitos e mortes. Mas a rede de assistência primária, como prontos atendimentos e unidades de saúde, já estão percebendo o aumento da demanda.

“O Espírito Santo vive uma quinta fase de expansão da curva de casos da Covid-19 no território capixaba. Esta curva se desenhou em seis semanas completas de crescimento de casos. Até a quinta semana, os casos vinham dobrando a cada 14 dias; e na última semana, os casos dobraram em apenas sete dias. Nós tivemos, ao longo da última semana, uma positividade que saiu de menos de 10% na última semana para 19%. Não identificamos impacto significativo na solicitação de leitos de UTI e enfermaria. Estamos mantendo uma média de cinco casos por semana solicitando leitos na rede pré-hospitalar”, falou o secretário.

Pessoa segurando máscara de tecido

Pessoa segurando máscara de tecido

Mesmo diante do crescimento de casos confirmados, o uso de máscaras não deve voltar a ser obrigatório no Espírito Santo. Mas o secretário de Saúde reforçou a orientação para o uso da proteção em ambientes fechados e no transporte público.

Nésio também recomendou a busca pela testagem desde os primeiros sintomas gripais e pediu que os sinais não sejam ignorados ou considerados como gripe ou outras doenças respiratórias sem a realização do teste.

“Recomendamos o uso de máscara em locais fechados e transporte coletivo e pedimos para que não subestimem sintomas leves. Nós não tornaremos obrigatório o uso de máscara neste momento, mas seguimos recomendando”, orientou Nésio.

A imunização com a quarta dose da vacina contra a Covid-19 já está sendo realizada em todo o estado para pessoas com mais de 50 anos. No entanto, Nésio Fernandes declarou que espera que a vacina seja ampliada para todos os adultos e que, nas próximas semanas, essa possibilidade deve ser debatida entre a comunidade científica e o Ministério da Saúde.

“Temos a expectativa de poder iniciar a vacinação da população entre 18 e 49 anos com a quarta dose ainda neste ano. Entendemos que é papel do Ministério da Saúde a ampliação da faixa etária e a aquisição das vacinas”, falou Nésio.

Leia também

Lei que estabelece plantões farmacêuticos em Barra de São Francisco é aprovada pela Câmara Municipal

A Câmara Municipal aprovou, na noite desta segunda-feira, 4, em sessão ordinária, a Lei 1279, de 20 de...

Suspeito de tentativa de homicídio é preso em Nova Venécia

Na tarde da última segunda-feira (04), foi realizada uma operação conjunta entre a Polícia Militar e Policia Civil,...

Novas faixas de pedestres foram feitas em frente ao bairro Ipiranga

Novas faixas de pedestres foram feitas nesta sexta-feira (1º), na Avenida Castelo Branco, mais precisamente em frente ao...

Nova Venécia se despede de Delma Bôa

  Morreu neste sábado, dia 02 de julho, Delma Boa, aos 50 anos, vítima de câncer. A informação é...

Festa de São Pedro começa nesta sexta, 1º, com fogueira gigante e desfile de escolas municipais

A Festa de São Pedro, que acontece no terreno da rodoviária, a partir das 18h desta sexta-feira, 1º...

INDICADORES: Preço do boi gordo tem queda nesta quinta-feira (7)

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (7) com queda de 2,33% e o produto...

EMENDA DE KIGALI: Brasil terá que reduzir em 80% o consumo de gases poluentes até 2045, se acordo for ratificado

O Brasil terá que reduzir em 80% o consumo de hidrofluorcarbonos (HFC) até 2045, se a Emenda de...

Inscrições abertas para o Concurso Público da Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco

A Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco - ES, no uso de suas atribuições legais, torna público...