Medicamento para pacientes com artrite reumatoide será ofertado no SUS

O Ministério da Saúde disponibilizará mais um medicamento para o tratamento de pacientes com artrite reumatoide ativa moderada a grave. O tratamento com upadacitinibe auxiliará na diminuição dos sintomas da artrite reumatoide, retardando, assim, a progressão da doença e o surgimento de lesões nos ossos e nas cartilagens.

O medicamento deverá ser utilizado nos casos em que houver ausência de resultados ou intolerância a um ou mais medicamentos ofertados pela rede pública. A incorporação da tecnologia trará menor custo de tratamento em comparação às terapias já disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória autoimune que afeta articulações e órgãos internos. Fatores genéticos, epigenéticos e ambientais têm sido explorados como fatores de risco, apesar da causa exata da doença ser desconhecida. Ainda sem cura, a doença compromete as articulações e os movimentos de forma irreversível. Mais comum em mulheres, especialmente acima de 60 anos, a artrite reumatoide pode reduzir a expectativa de vida dos pacientes, por isso, o diagnóstico precoce e o tratamento nas fases iniciais reduzem a destruição articular e melhoram o prognóstico dos pacientes. Os sintomas mais comuns são: rigidez matinal, dor e inchaço nas articulações, nódulos sob a pele do braço, cansaço e perda de peso.

Estudos avaliados pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) mostram que a upadacitinibe apresentou benefícios significativos aos pacientes em tratamento da doença, como a melhora na capacidade física, na dor e na rigidez matinal, elevando a qualidade de vida.

 

 

Leia mais

Leia também