MEC libera segunda parcela do custeio à educação integral

Uma portaria do Ministério da Educação publicada no Diário Oficial definiu quais estados da federação estão aptos a receber recursos do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. O texto autoriza o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) a realizar transferências da segunda parcela deste ano a 25 unidades federativas. Ficaram de fora Santa Catarina e Minas Gerais. 

Novo Fundeb prevê complementação de 23% da União

No total, são R$ 135 milhões direcionados à ampliação da jornada escolar em escolas de ensino médio em tempo integral. A prestação de contas deve ser enviada ao FNDE até 30 de junho do ano seguinte ao recebimento dos recursos, por meio do Sistema de Gestão de Prestação de Contas (SiGPC).

São Paulo é o estado que vai receber o maior repasse: R$ 37 milhões. Em seguida está o Ceará, que vai receber R$ 15 milhões para investir nas escolas de ensino médio integral.

Foto: Agência Brasil

Leia mais

Leia também