Maus-tratos: mulher é investigada por esfregar pimenta em gato de estimação em Cariacica

Uma mulher de 66 anos, moradora do bairro São Gonçalo, em Cariacica, está sendo investigada pela CPI dos Maus-Tratos da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) por esfregar pimenta em um gato de estimação.

A apuração do caso começou após um vídeo, que foi gravado em maio deste ano, circular nas redes sociais. A aposentada negou o crime e disse que estava tratando o animal.

O caso foi encaminhado para a Comissão de Inquérito Parlamentar de Maus-Tratos da Ales. A CPI é presidida pela deputada Janete de Sá (PMN), e realizou nesta terça feira (20), diligência junto com equipes da prefeitura de Cariacica na residência da idosa. Segundo informações da prefeitura, ela foi multada em R$ 500,00.

O vídeo foi gravado no dia 17 de maio e por isso ela não foi autuada em flagrante. Além do animal vítima de maus-tratos, mais três gatos foram recolhidos pela CPI e levados para um local seguro.

Gaiolas também foram apreendidas.

A Delegacia de Meio Ambiente e Proteção Animal vai instaurar inquérito para apurar se houve crime de maus-tratos.

Em nota, a Polícia Civil informou que a CPI dos Maus-Tratos da Assembleia Legislativa oficiou a Delegacia Especializada de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), sobre os fatos nesta terça-feira (20). Foi instaurada investigação e no momento, não serão repassadas outras informações.

Como denunciar maus-tratos?

Para fazer denúncias, os moradores de Cariacica podem ligar no número 3354-5401, ou para a Ouvidoria, no 162.

Pena de 2 a 5 anos de prisão

Em suas redes sociais, a deputada Janete de Sá escreveu que denúncias podem ser encaminhadas à CPI de Maus-Tratos da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales).

Maus-tratos contra cães e gatos é crime previsto em lei com pena que varia de 2 a 5 anos de prisão. As denúncias de maus-tratos devem ser encaminhadas à CPI pelo e-mail: defesadosanimaises@gmail.com

Fonte: folhavitoria

 


Leia mais

Leia também