Mapa do coronavírus: sites mostram casos confirmados em tempo real

A lista inclui uma plataforma oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Bing Covid, da Microsoft, que funciona em português.

Por Ana Letícia Loubak / Techtudo

Mapas do coronavírus são ferramentas online que ajudam a monitorar o avanço da Covid-19 em tempo real. O rápido avanço da doença tem preocupado cidadãos, autoridades governamentais e especialistas de saúde em todos os cantos do globo. Em meio à progressão da pandemia, esses sites permitem acompanhar os casos confirmados do novo coronavírus em tempo real.

Confira a seguir, quatro sites para se manter informado com dados atualizados sobre a doença. A lista inclui uma plataforma oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Bing Covid, da Microsoft, que funciona em português.

Mapa do coronavírus no mundo: sites mostram casos confirmados em tempo real — Foto: Ana Letícia Loubak/TechTudo

Mapa do coronavírus no mundo: sites mostram casos confirmados em tempo real — Foto: Ana Letícia Loubak/TechTudo

1. Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial da Saúde criou uma plataforma que permite acompanhar o avanço do coronavírus no mundo. O mapa aponta, com pontos alaranjados, os países que têm casos confirmados da COVID-19. Quanto maior o tamanho da circunferência, maior o número de infectados na região.

Mapa da OMS permite acompanhar avanço do coronavírus no mundo — Foto: Reprodução/OMS

Mapa da OMS permite acompanhar avanço do coronavírus no mundo — Foto: Reprodução/OMS

Na coluna esquerda, a ferramenta informa o total de vítimas, países infectados e casos confirmados ao redor do globo. Um gráfico exibe a curva de crescimento das infecções e, do lado direito, é possível conferir um ranking dos países mais afetados pela pandemia. O site pode ser acessado aqui

2. Rastreador da COVID-19 da Microsoft

Rastreador do coronavírus da Microsoft exibe notícias e vídeos relacionados ao avanço da pandemia nos países afetados — Foto: Reprodução/Bing

Rastreador do coronavírus da Microsoft exibe notícias e vídeos relacionados ao avanço da pandemia nos países afetados — Foto: Reprodução/Bing

É possível monitorar a progressão dos casos de coronavírus no Brasil e no mundo com uma ferramenta (bing.com/covid) projetada pelo Bing, buscador da Microsoft. Autoexplicativo, o visual do mapa se assemelha bastante ao da OMS. A diferença é que, ao clicar sobre determinado país, o rastreador mostra o total de casos ativos, recuperados e fatais. O painel exibe também uma lista de notícias e vídeos relacionados ao avanço da pandemia naquela região.

3. Universidade Johns Hopkins

Especialistas do Centro de Ciência e Engenharia de Sistemas da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, também desenvolveram um site para acompanhar a progressão global da COVID-19. Os dados no mapa são abastecidos em tempo real com informações da Organização Mundial de Saúde e de centros de controle da doença em diferentes países, o que torna o layout e funcionamento da plataforma bem parecidos com o da ferramenta da OMS. Veja o mapa aqui

Site da Universidade Johns Hopkins monitora em tempo real número de casos confirmados do novo coronavírus — Foto: Reprodução/Universidade Johns Hopkins

Site da Universidade Johns Hopkins monitora em tempo real número de casos confirmados do novo coronavírus — Foto: Reprodução/Universidade Johns Hopkins

O sistema usa pontos vermelhos para indicar os locais onde há casos de coronavírus. À esquerda do mapa, é possível ver o total de pessoas infectadas e a quantidade de casos confirmados por região. No canto superior direito, quadros informam o número de vítimas fatais e de pacientes recuperados por país. Há ainda um gráfico que indica o crescimento da Covid-19 no globo.

4. The Base Lab

The Base Lab é mais um site que fornece o mapa do coronavírus no mundo. As regiões em vermelho escuro têm maior número de casos, enquanto os países coloridos em tons mais claros são os menos afetados pela COVID-19. Acima do mapa é possível conferir o total de casos, mortes, países afetados e pessoas recuperadas da doença ao redor do mundo. No canto inferior direito, a ferramenta permite restringir o mapa ao continente europeu e à China, recurso que possibilita um acompanhamento mais preciso.

Site The Base Lab mostra países mais afetados pela COVID-19 — Foto: Reprodução/The Base Lab

Site The Base Lab mostra países mais afetados pela COVID-19 — Foto: Reprodução/The Base Lab

O painel do The Base Lab é repleto de informações. Usuários podem, ainda, conferir gráficos com a curva de crescimento do coronavírus por região e verificar os países com maior aumento percentual no número de casos.

Leia mais

Brasil passa a ser membro observador no Fórum Internacional de Transporte

O Conselho Brasil-OCDE é coordenado pela Casa Civil e conta também com os Ministérios das Relações Exteriores e da Economia e a Secretaria-Geral da...

Funcionários da prefeitura continuam trabalho de pavimentação no Córrego Miracema

    Atualização da obra de pavimentação no Córrego Miracema. "10/07/2020"  

Camex zera tarifas de importação de 25 insumos para combate ao coronavírus

25 insumos usados na fabricação e operação de respiradores e ventiladores pulmonares e de máscaras de proteção. tiveram...

Prazos de resposta a pedidos de acesso à informação não serão afetados no Estado

Os pedidos de acesso à informação realizados ao Governo do Estado durante a pandemia do novo...

Leia também

Casal comemora 60 anos de união em Nova Venécia

» Maurílio Cicutti, 82 anos, e Nair Santana Cicutti, 80, comemoraram 60 anos de casados No último dia 15, os moradores de Nova Venécia, Maurílio...

Veneciano tem empresa de tijolo na Flórida e afirma que País é lugar das oportunidades

» Rodrigo Scamparle possui empresa de instalação de tijolo de concreto, na Flórida Estando há 16 anos residindo nos Estados Unidos, Rodrigo Scamparle, 37 anos,...

Grupo VSB Granitos e Posto do Elias entregam presentes no Dia das Crianças

O Grupo VSB Granitos e Posto do Elias entregaram no Dia das Crianças, brinquedos e cestas básicas no Posto do Elias e no bairro...

ONDE “DORMEM” OS MORTOS: OS PRIMEIROS CEMITÉRIOS NO SERTÃO DO CRICARÉ

» Detalhe de foto datada do início da década de 1950 onde se vê o primeiro Cemitério Público de Nova Venécia ao fundo da...