Mapa de risco: cai para 24 o número de cidades classificadas como risco alto no ES

O Espírito Santo voltou a ter municípios classificados como risco baixo para transmissão do coronavírus. A novidade foi anunciada durante apresentação do novo mapa de risco feito pelo governador Renato Casagrande, na tarde desta sexta-feira (07). Agora, são 12 cidades nessa categoria. A última vez em que isto havia acontecido foi em 5 de março.

Atualmente, são 24 cidades em risco alto e 42 em risco moderado. Não há mais município em risco extremo. Na região metropolitana, apenas Fundão está em risco moderado. Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica permanecem em risco alto.

O governador pontuou que o novo cenário da pandemia no Espírito Santo indica queda da taxa de transmissão da covid-19, além de diminuição no índice de ocupação de leitos e do número de óbitos. Mas ele pediu que a população se mantenha atenta e não descuide das regras de prevenção. “Caímos para 80% a ocupação de leitos e iremos dar mais passos adiante. Estamos sendo muito cautelosos na descida porque se você descer de qualquer jeito poderá causar um problema de aumentar de novo o contágio. Estamos descendo cautelosamente para a gente poder continuar caindo em relação à pandemia”, afirmou.

O Espírito Santo voltou a ter municípios classificados como risco baixo para transmissão do coronavírus. A novidade foi anunciada durante apresentação do novo mapa de risco feito pelo governador Renato Casagrande, na tarde desta sexta-feira (07). Agora, são 12 cidades nessa categoria. A última vez em que isto havia acontecido foi em 5 de março.

Atualmente, são 24 cidades em risco alto e 42 em risco moderado. Não há mais município em risco extremo. Na região metropolitana, apenas Fundão está em risco moderado. Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica permanecem em risco alto.

O governador pontuou que o novo cenário da pandemia no Espírito Santo indica queda da taxa de transmissão da covid-19, além de diminuição no índice de ocupação de leitos e do número de óbitos. Mas ele pediu que a população se mantenha atenta e não descuide das regras de prevenção. “Caímos para 80% a ocupação de leitos e iremos dar mais passos adiante. Estamos sendo muito cautelosos na descida porque se você descer de qualquer jeito poderá causar um problema de aumentar de novo o contágio. Estamos descendo cautelosamente para a gente poder continuar caindo em relação à pandemia”, afirmou.

Informações: Folha Vitória


Leia mais

Leia também