Majeski sai em defesa da manutenção dos contratos dos professores DTs

A Indicação de Majeski tem como objetivo garantir o vínculo de trabalho a aproximadamente 11.580 professores e outros profissionais da Educação Pública (Foto: Leonardo Tononi)

O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou indicação para que o Governo do Estado mantenha vigente o contrato de designação temporária dos profissionais da Educação da Rede Pública Estadual de Ensino durante a pandemia da COVID-19.

A medida garante o vínculo de trabalho a aproximadamente 11.580 professores, pedagogos, coordenadores e outros servidores que atuam nas escolas estaduais e em outras estruturas da Secretaria de Estado da Educação (Sedu).

“A instabilidade de trabalho vivida por essas pessoas já é rotina, mas tende a aumentar nesse período de calamidade pela crise do coronavírus. É preciso dar estabilidade e garantias para terem o suporte necessário para atravessarem esse tempo de incertezas e angústias. Governo e prefeituras devem tratar a manutenção dos vínculos de trabalho dos servidores em geral como estratégica”, destaca o deputado Majeski.

Desde o dia 23 de março as aulas estão suspensas nas escolas da rede estadual, como forma de prevenção ao coronavírus. Sem a presença dos alunos e da maioria dos servidores, a Sedu segue com ações de reestruturação da rede física em 42 unidades de ensino.

Em casa, os alunos passam a contar com atividades pedagógicas não presenciais. Na terça-feira (14), dentro do Programa EscoLAR, o Governo anunciou a transmissão de conteúdo através da TV aberta e da internet.

Cachoeiro de Itapemirim

A quarta-feira (15) foi de apreensão em Cachoeiro de Itapemirim. A prefeitura anunciou o desligamento de 1.391 professores em designação temporária e 146 estagiários da Rede Municipal de Educação.

Em contato com os professores do município, o deputado Majeski demonstrou solidariedade e manifestou apoio para que a prefeitura revisse a decisão. “Os municípios e o Estado deveriam ser os últimos a pensar em demissões em meio a essa crise do coronavírus”, completou.

Já na quinta-feira (16) a prefeitura voltou atrás. Em reunião com os vereadores, o prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Victor Coelho, confirmou que os professores e outros servidores DT’s da Educação não serão mais exonerados, mas mantidos em sobreaviso, recebendo um salário mínimo mensal, até que as aulas sejam reiniciadas.

Leia mais

Unicef oferece cursos gratuitos para profissionais que atuam com crianças e adolescentes

Unicef lançou três cursos gratuitos voltados a profissionais que atuam com crianças e adolescentes. Cada curso tem quatro horas de duração e ocorre pela...

Comércio de Boa Esperança reabre nesta segunda-feira

O comércio de Boa Esperança volta a funcionar...

PSB confirma apoio a Enivaldo dos Anjos

O PSB de Barra de São Francisco acabou de assumir o apoio à candidatura de Enivaldo dos Anjos (PSD) a prefeito. A aliança também já...

Leia também

Polícia Federal realiza operação em Minas e Espírito Santo para combater crimes envolvendo o Poder Judiciário

A Polícia Federal (PF) realiza, nesta terça-feira (24), a Operação Iniquidade para combater crimes como peculato, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa,...

INDICADORES: Café em alta nesta terça (24)

A saca de 60 quilos do café arábica começou a terça-feira (24) com alta de 0,27% no preço e é vendida a R$ 580,88...

Caixa Econômica oferece parcelamento de crédito imobiliário a clientes

Os clientes que apresentam dificuldade para pagar integralmente a prestação de crédito imobiliário neste momento, poderão fazer, por um período, o pagamento de parte...

Operação Enterprise apreende mais de R$ 400 milhões em bens

Acompanhamento da quadrilha permitiu que a Receita Federal batesse recordes sucessivos de apreensão de cocaína nos últimos anos Foto: Receita Federal Foi deflagrada nesta segunda-feira...