Mais de R$ 60 bilhões serão transferidos a estados e municípios por causa da pandemia

49694170986_c265c5bcba_o.jpg.crdownload

Presidente Bolsonaro conversou, por videoconferência, com governadores sobre o repasse a estados e municípios

O Governo Federal repassará a estados e municípios R$ 60,15 bilhões como forma de auxílio financeiro a estados, Distrito Federal e municípios por causa da pandemia do novo coronavírus. A Lei Complementar 173/2020, que estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19), foi sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (27).

“Essa lei é extremamente importante para todos os municípios do Brasil, especialmente neste momento de pandemia, de crise na arrecadação dos entes federados”, disse o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi. 

De acordo com o Ministério da Economia, a distribuição exata dos recursos para cada ente federado será definida em até dez dias. O valor será repassado em quatro parcelas. Deste total, R$ 50 bilhões (R$ 30 bi para estados e R$ 20 bi para municípios) são para compensar a perda de arrecadação, e R$ 10 bilhões (R$ 7 bi para estados e R$ 3 bi para municípios) para ações de saúde e assistência social.  

Para terem acesso aos recursos, estados e municípios têm prazo de dez dias para desistir de eventuais ações judiciais relacionadas à pandemia movidas contra a União. Além disso, ficam impedidos de aumentar despesas com pessoal e os salários de servidores públicos até o final de 2021. Os servidores públicos federais também deverão ter os salários congelados nesse período. Sem o aumento de despesa pessoal, a previsão é que estados e municípios gerem uma economia de R$ 98,93 bilhões aos cofres públicos; e a União, de R$ 31,57 bilhões. 

O texto, publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (28), garante recursos no valor de R$ 120,2 bilhões aos entes federativos por meio de repasses diretos e renegociação de dívidas com a União, bancos públicos e organismos internacionais. 

Além do repasse direto aos entes federativos de R$ 60,15 bilhões, a Lei Complementar prevê:

– renegociação da dívida dos entes com a União, no valor de R$ 35,34 bilhões

– renegociação dos pagamentos devidos por estados e municípios a bancos públicos, no valor de R$ 13,98 bilhões

– renegociação de obrigações com organismos multilaterais, no valor de R$ 10,73 bilhões 

“Eu espero que a gente possa ter acesso a esses recursos os mais rápido possível, assim como é importante também a suspensão do pagamento da dívida dos municípios até o final do ano, para que esse valor possa ficar no caixa de cada prefeitura; e o gestor cumprir com suas obrigações  de pagamento de folha de seus colaboradores e fornecedores”, ressaltou o presidente da CNM.

 

 

Leia mais

Pastor que chamou coronavírus de histeria morre da doença nos EUA

Um pastor e músico norte-americano que chamou o novo coronavírus de "histeria coletiva" foi uma das vítimas de covid-19 nos Estados Unidos. Segundo a...

Coronavírus: Cafeicultores adotam medidas de prevenção no campo

Muitos agricultores mudaram os hábitos de trabalho no...

O RAPAZ QUE FOI EXPULSO DO VELÓRIO

O RAPAZ QUE FOI EXPULSO DO VELÓRIOAté completar os meus quinze anos eu não passava em rua onde houvesse velório. Caso andasse pela rua...

Polícia Federal prende suspeito de assaltos aos Correios no Espírito Santo

Segundo a Polícia Federal, ele participou de crimes entre setembro de 2019 e abril de 2020. Um homem de 20 anos foi preso, na manhã...

Leia também

Mais de 460 casos de covid-19 são constatados em casas de repouso para idosos, aponta MPES

O Ministério Público do Espírito Santo constatou que...

Último dia para quem quer participar do Sisu do meio do ano se inscrever no sistema

Estudantes que participaram da edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem se inscrever, até esta sexta-feira, 10, para o Sistema de Seleção...

Menino de quatro anos morre afogado em córrego no Noroeste do Espírito Santo

O pai da criança, Adriano Gomes, estava trabalhando na lavoura de café e conta que o menino ficou sozinho enquanto a mãe saiu para...

Justiça do Espírito Santo determina que vídeo antigo de Casagrande em festa junina seja retirado do ar

Imagens foram registradas em 2017, mas publicadas como se fossem atuais. Para o juiz, a publicação apresenta 'a clara intenção de macular a honra'...