Mais de 85 mil famílias terão auxílio de R$ 600 no Espírito Santo

Mais de 85 mil famílias do Espírito Santo terão direito ao auxílio de R$ 600 e o Cartão ES Solidário deve começar a ser entregue a partir do dia 26 de abril.

A informação foi divulgada pela Secretaria de Controle e Transparência (Secont), que realizou uma checagem prévia na listagem de possíveis beneficiários do cartão com o objetivo de garantir que a medida de proteção social, que visa a atender as famílias mais vulneráveis diante da pandemia da Covid-19, chegue a quem realmente precisa, evitando o risco de ocorrência de fraudes.

A previsão da secretaria é que mais de 85 mil famílias sejam contempladas com o benefício, que será pago em três parcelas de R$ 200, totalizando R$ 600.

O trabalho de cruzamento e checagem da base de dados foi realizado por meio do Laboratório de Dados, Análise e Tecnologia Aplicada à Auditoria (LAB.Data) para verificar se as famílias pré-selecionadas atendem aos critérios de renda estabelecidos para o recebimento do benefício.

O Cartão ES Solidário será destinado às famílias que já estão na base de dados do CadÚnico, caracterizadas pelo recorte de renda de extrema pobreza (renda de até R$ 147 por pessoa) e que incluem crianças de zero a seis anos no grupo familiar; idosos com mais de 60 anos; ou com pessoas com deficiência. É necessário que os cadastros estejam atualizados nos últimos dois anos.

A checagem identificou a necessidade de análise mais detalhada em cerca de sete mil cadastros.

“São pessoas que podem ter mudado de faixa de renda nos últimos dois anos e cujo cadastro para recebimento do benefício exigirá uma verificação mais detalhada para assegurar que atendem aos critérios da lei”, observou a subsecretária de Transparência, Mirian Porto do Sacramento.

A subsecretária explicou ainda que a análise foi enviada à Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), que compartilhará as informações com a Superintendência da Controladoria Regional da União (CGU) no Espirito Santo para a checagem de outras bases de dados.

 Cartão ES Solidário — Foto: Divulgação/Governo do ES

Cartão ES Solidário — Foto: Divulgação/Governo do ES

Leia mais

Leia também