Mais de 2,8 milhões de eleitores escolhem prefeitos e vereadores no Espírito Santo

Mais de 2,8 de eleitores aptos a votar no Espírito Santo devem ir às urnas para escolher prefeitos e vereadores das 78 cidades capixabas neste domingo (15).

Aos todo, são 2.810.132 eleitores. Município com a maior população do Espírito Santo, Serra tem o maior colégio eleitoral do estado, com 327.670 eleitores.

Em Barra de São Francisco, três candidatos disputam a prefeitura. Veja aqui

Em Água Doce do Norte são quatro candidatos, veja aqui.

Águia Branca também tem três candidatos a prefeito. Jailson Quiuqui lidera em uma pesquisa registrada. Veja aqui

Na Grande Vitória, Vila Velha tem 315.224 eleitores; a capital tem 251.464; Cariacica tem 262.414; e Viana tem 48.798.

Para reduzir o risco de aglomerações nos dias de eleição, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ampliou em uma hora o horário de votação: este ano, as seções eleitorais estarão abertas das 7h às 17h nos dias do primeiro e segundo turno. E as três primeiras horas – de 7h a 10h – são preferenciais para as pessoas com mais de 60 anos.

A maioria do eleitorado do Espírito Santo é formada por mulheres, que representam 52,3% do total, somando 1.470.614. Os homens somam 1.338.621 eleitores, sendo 47,6% do total.

Outros 897 eleitores não informaram o gênero ao qual se identificam, representando 0,032% do eleitorado.

Desde 2018, a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do nome social no título de eleitor e, nestas eleições, 161 pessoas utilizarão esse direito no documento.

A maior parte do eleitorado capixaba informou ter o ensino fundamental incompleto, sendo 744.903 (26,51%) nesta condição. Em seguida, outros 679.808 eleitores (24,19%) disseram ter o ensino médio completo.

Outros 470.539 (16,74%) possuem o ensino médio também incompleto.

Apenas 10,17%, ou seja, 285.796, concluíram a graduação superior. Analfabetos representam 3,95% do eleitorado (111.014).

Enquanto em 2016 os eleitores com deficiência eram 9.051, neste ano, 21.879 declararam necessitar de algum tipo de atendimento especial.

Houve, portanto, uma evolução de 141,73% de eleitores com deficiência que pretendem votar este ano. Importante destacar que os dados consideram a declaração do cidadão no momento em que se registrou como eleitor, ou seja, não significa que houve um aumento de pessoas com deficiência.

Diante das medidas sanitárias adotadas a partir da pandemia causada pelo coronavírus, a Justiça Eleitoral decidiu excluir o uso da biometria como meio de identificação nas eleições deste ano.

Veja, abaixo, as principais regras para a conduta nos dias de votação:

Eleitor

  • Uso obrigatório de máscaras de proteção;
  • Uso de álcool em gel, disponível na seção, para limpar as mãos antes e depois de votar;
  • Levar a própria caneta (mas, caso esqueça, haverá canetas extras e higienizadas nas seções);
  • Distância mínima de um metro dos demais eleitores e mesários.

Mesários

  • Uso de máscaras de proteção para trocar a cada quatro horas (serão fornecidas três máscaras para cada mesário);
  • Uso de viseiras plásticas (face shields), que serão fornecidos pelo TSE;
  • Álcool em gel de uso individual e regras de higienização;
  • Álcool 70% para limpeza de superfícies;
  • Distância mínima de um metro dos eleitores e demais mesários.

O TSE também elaborou um passo a passo para o eleitor:

  1. Entre na seção eleitoral e fique na frente da mesa;
  2. Mostre seu documento oficial com foto em direção ao mesário;
  3. Após o mesário ler em voz alta o seu nome, confirme que é você;
  4. Guarde o documento;
  5. Limpe as mãos com álcool em gel;
  6. Assine o caderno de votação;
  7. Se precisar do comprovante de votação, solicite ao mesário;
  8. Quando a urna for liberada, dirija-se à cabine de votação;
  9. Digite os números dos candidatos;
  10. Na saída, limpe as mãos com o álcool em gel novamente.

15 de novembro: primeiro turno da eleição

29 de novembro: segundo turno da eleição

até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;

até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.

 

Leia mais

Leia também