Maduro defende na ONU construção de um mundo livre do domínio de um império


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, expressou nesta quarta-feira (22) que o mundo é chamado a consolidar a construção de uma nova ordem de paz, cooperação, diálogo, diversidade cultural, política, religiosa, multilateral e multicêntrica, durante a 76ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, informa a Telesul. 

“Temos que chegar a um mundo sem impérios hegemônicos, livre da tentativa de dominação econômica, financeira, militar e geopolítica de algum império, daqueles que durante séculos exploraram o mundo com o antigo colonialismo”, acrescentou o presidente venezuelano.

Maduro fez uma nova reclamação pela campanha violenta contra seu país orquestrada pelas elites lideradas pelos Estados Unidos (EUA), com seus aliados na Europa e em outros lugares. “Eles queriam instrumentalizar organizações mundiais contra um povo nobre como a Venezuela”, disse ele.

Apesar disso, afirmou o presidente bolivariano, a Venezuela caminha para um processo de estabilidade. Maduro saudou o avanço dos processos de diálogo com a oposição e diversos setores sociais, econômicos e políticos, voltados para o horizonte comum de um país melhor para o bem-estar de todos os venezuelanos. 

“Posso dizer à ONU que estamos conseguindo, graças ao apoio do México liderado por Andrés Manuel López Obrador, da Federação Russa e do Reino da Holanda”. O chefe de Estado informou que está sendo abordada uma agenda abrangente para fazer o país avançar. 

Maduro se dirige por videoconferência à 76ªAssembleia Geral da ONU

Maduro se dirige por videoconferência à 76ªAssembleia Geral da ONU (Foto: Chancelaria da Venezuela)