Lula tem 43% contra 30% de Bolsonaro no estado de São Paulo, diz Datafolha

Compartilhe

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

CAROLINA LINHARES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida para o Palácio do Planalto em São Paulo com 43% das intenções de voto, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que marca 30%.

Em relação ao total do país, Lula tem menos eleitores em São Paulo. O petista marcou 47% das intenções de voto na pesquisa nacional do Datafolha na semana passada.

O cenário para Bolsonaro se altera menos: ele teve 28% no levantamento que abrange todo o Brasil.

Ciro Gomes (PDT) está em terceiro lugar entre os paulistas, com os mesmos 8% que ele pontua no cenário nacional. Já Simone Tebet (MDB), que marcou 1% na pesquisa nacional, vai a 3% em São Paulo, mas dentro do limite da margem de erro.

Entre os paulistas, André Janones (Avante) tem 2%, seguido de Vera Lúcia (PSTU), Pablo Marçal (Pros) e Felipe d’Avila (Novo) com 1% cada. Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP), Eymael (Democracia Cristã), Luciano Bivar (União Brasil) e General Santos Cruz (Podemos) não pontuaram.

Em São Paulo, 9% dos eleitores afirmam que votará nulo ou em branco e outros 2% não sabem em quem votar.

O estado de São Paulo é o principal colégio eleitoral do país, com 33,1 milhões de eleitores, o que representa 21,7% do eleitorado nacional (de 152,3 milhões).

Ainda levando em conta a pesquisa estadual, a intenção de votos de Lula vai a 49% entre jovens de 16 a 24 anos e cai a 40% entre quem tem mais de 60 anos. O petista tem 51% entre quem tem ensino fundamental e 35% entre quem tem ensino superior.

Ele marca 50% na capital e 37% no interior. Lula chega a 74% entre homossexuais e bissexuais, contra 39% entre heterossexuais. O petista é opção de voto para 54% dos pretos e 36% dos brancos paulistas.

Entre quem recebe até dois salários-mínimos, Lula tem 47%, mas cai para 33% entre quem recebe mais de dez salários-mínimos. O petista marca 27% entre empresários e 46% entre desempregados.

Já Bolsonaro tem 34% entre homens e 26% entre mulheres de São Paulo. Ele marca 22% entre jovens de 16 a 24 anos, 35% entre moradores do interior, 44% entre evangélicos e 52% entre empresários.

Seu índice entre homossexuais e bissexuais é de 7% contra 32% entre heterossexuais. O presidente vai a 43% entre quem recebe mais de dez salários-mínimos e tem 25% entre quem recebe menos de dois salários-mínimos.

Na corrida para o Palácio dos Bandeirantes, os representantes de Lula e de Bolsonaro não atingiram o mesmo potencial de votos de seus padrinhos. Fernando Haddad (PT) está à frente com 34% contra 13% de Tarcísio de Freitas (Republicanos) no cenário em que Márcio França (PSB) não concorre.

Os dois postulantes ao governo paulista têm feito movimentos em direção ao centro para fechar o espaço do governador Rodrigo Garcia (PSDB), que aparece empatado com Tarcísio com 13%.

Nesse cenário sem França, os eleitores de Lula no estado se dividem em Haddad (56%), Rodrigo (10%) e Tarcísio (5%). Os eleitores de Bolsonaro votam em Tarcísio (32%), Rodrigo (16%) e Haddad (11%).

Quem vota em Ciro no estado também declara voto em Haddad (36%), Rodrigo (20%) e Tarcísio (9%). E os eleitores de Tebet preferem Rodrigo (34%), Haddad (19%) e Tarcísio (5%).

No cenário com França, que também apoia Lula, Haddad tem 28%, França 16%, Tarcísio 12% e Rodrigo 10%.

A aposta nas campanhas de Haddad e Tarcísio é a de que a polarização nacional será replicada no estado, levando a um segundo turno entre o petista e o bolsonarista.

Como mostrou o Datafolha, Haddad tende a ser mais beneficiado do que Tarcísio, em São Paulo, pela ação de seus padrinhos políticos.

O apoio de Bolsonaro, que hoje é dado a Tarcísio no estado, leva 17% dos eleitores a votarem no candidato, mas afasta 64%, que não votam no escolhido pelo presidente de jeito nenhum.

No caso de Lula, que tem Haddad como afilhado, os índices são de 24% e 51% respectivamente. Haddad tem ainda o apoio do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), que tem 13% de influência positiva e 53% de influência negativa.

 

Leia também

Manato anuncia Bruno Lourenço como vice na chapa para o governo do Espírito Santo

  Manato (PL) e Bruno Lourenço (PTB) — Foto: Letícia Gonçalves/Rede Gazeta O candidato ao governo do Espírito Santo Carlos...

INDICADORES: Preço do boi gordo tem baixa nesta quinta-feira (11)

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (11) com baixa de 1,83% e o produto...

ES: adolescente é espancada e tem cabelo raspado por traficantes que a acusaram de informar rivais

  Caso foi registrado na Delegacia Regional de Vila Velha, no Espírito Santo — Foto: Reprodução/ TV Gazeta Uma adolescente...

ES: Soldado do Exército é preso suspeito de se masturbar para crianças em janela de apartamento

Um soldado do Exército de 26 anos foi preso na última quinta-feira (4), em um condomínio de Serra...

INDICADORES: Preço do café arábica sobe nesta sexta-feira (5)

A saca de 60 quilos do café arábica iniciou a sexta-feira (5) com alta de 0,80% no preço...

SEMTE entrega mais uma ponte de granito no córrego Denzol

Servidores da Secretaria Municipal de Transportes e Estradas (SEMTE) da prefeitura de Barra de São Francisco entregaram nesta...

ES: tiro de fuzil para mostrar poder de fogo a traficantes mata animal no quintal de uma casa

Uma égua morreu após ser atingida por um tiro de fuzil, em Cariacica, na Grande Vitória. De acordo...

Projetos de alimentação gratuita em Barra de São Francisco já serviram mais de 255 mil refeições

  Um balanço publicado no final da semana passada pela coordenação dos programas de apoio alimentar implantados em Barra...