Linha de ferro Nova Venécia a São Mateus: o avanço do transporte que impulsionou o desenvolvimento entre os municípios

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, recebeu, na última quinta-feira (17), a visita do Secretário de Turismo de São Mateus, Adriano Oliveira, acompanhado de sua assessora de Turismo, Cristina Sarcinelli. Eles foram recepcionados pelo coordenador de Turismo, Anderson Oliveira Sabino, juntamente com a chefe de setor Turístico, Marinete Herculano da Silva.

Na oportunidade, o Secretário e a assessora mateenses estiveram visitando alguns locais da cidade, entre eles, a Biblioteca Municipal Dr. Eduardo Durão Cunha. “Estamos fortalecendo o vínculo entre os municípios que têm a história ligada, reforçando a lembrança de todo o contexto histórico para a população de como se deu o desenvolvimento local”, disse Anderson Sabino.

Na Biblioteca, todos foram recebidos pela técnica em biblioteconomia e auxiliar de biblioteca, Chrystiane Vasconcelos Gomes, que apresentou um pouco da história da linha de ferro que ligava o então distrito de Nova Venécia ao município de São Mateus, por meio de fontes bibliográficas pertencentes ao acervo (Jornal A Notícia), matéria datada em 09 de setembro de 2000, que resume um pouco sobre essa importante via de acesso que, na época, alavancou, entre outras coisas, a economia local e minimizou dificuldades para com o trato da saúde da população, encurtando o trajeto que antes era feito a pé ou com animais e perdurava sete dias para chegada ao destino.

Além do material bibliográfico, houve a consulta feita através do livro ‘História Geográfica e Organização Social e Política do Município de Nova Venécia (MURARI,Jonas.p.30)’, em que faz menção às dificuldades encontradas pelos primeiros imigrantes italianos de se locomoveram até São Mateus e com grandioso feito ocorrido no ano de 1920, pelo então Governador Provincial, Nestor Gomes, que determinou a construção da linha de ferro que atingiu o distrito de Nova Venécia no ano de 1928, concretizando, assim, melhorias para o desenvolvimento econômico entre os dois municípios, visto que, naquela época ambos passavam por momentos de turbulências na área econômica. Contudo, a estrada de ferro favoreceu o desenvolvimento global em decorrência desse novo e importante meio de transporte.

Após a pesquisa e explicações, o secretário Adriano Oliveira enfatizou a importância do acervo histórico. “O quão é importante e benéfico armazenar as mais diversas fontes de pesquisa, salientando a necessidade da preservação da história local para não haver perdas de cunho histórico-cultural que possam promover o empoderamento cultural, turístico e educacional do município fomentando suas potencialidades turísticas com o seu devido saber histórico”, disse.


Leia mais

Leia também