Lei que destina recursos para testes de vacinas nacionais de Covid é sancionada

Um projeto aprovado pelo Congresso Nacional que abre crédito suplementar de R$ 415 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) para custear testes clínicos de vacinas nacionais contra Covid-19, nas fases 1 a 3, foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (11). O fundo é vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Atualmente, três imunizantes estão sendo desenvolvidos com apoio do Ministério. Em março, a Versamune, que usa uma proteína do coronavírus para estimular a produção de anticorpos no organismo, foi protocolada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para início dos testes clínicos das fases 1 e 2. Somente após a fase 3 é que pode ser requerida a autorização emergencial para uso na população.

CPI: Ex-secretário da Saúde nega compra de cloroquina para Covid-19

Ministério da Saúde repassa R$ 1,3 bilhão de reais para o SAMU anualmente

Pesquisa da UFV acompanha e prevê a disseminação da Covid-19 no país

O crédito suplementar total autorizado pela lei é de cerca de R$ 1 bilhão. Além dos testes clínicos, também serão destinados recursos para obras, meio ambiente, defesa e direitos humanos.

Foto: Acácio Pinheiro/Agência BrasíliaFoto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília


Leia mais

Leia também