Laboratório Central do Espírito Santo faz mais de mil exames de Covid-19 por dia e resultados saem mais rápido

Capacidade do Laboratório Central aumentou de 200 para 1.200 testes por dia durante a pandemia. Somente o Lacen já fez mais de 45 mil testes de coronavírus.

Lacen-ES teve capacidade ampliada para atender à demanda de testes do coronavírus — Foto: Divulgação/ Sesa

Por Gabriela Ribeti, TV Gazeta

 

Em relação ao início da pandemia, os resultados dos testes de Covid-19 feitos no Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen) estão saindo em menos tempo. De acordo com o subsecretário estadual de Vigilância Epidemiológica, Luis Carlos Reblin, a capacidade do Lacen durante a pandemia passou de cerca de 200 testes por dia para mais de 1.200, sendo que a maioria dos resultados agora sai em 24 horas.

“O Lacen faz 1.200 exames por dia, em um prazo máximo de 36 horas. Dependendo da situação do paciente, se ele está internado e aguardando o diagnóstico, esse resultado pode sair em um tempo menor”, disse.

Segundo Reblin, a compra de equipamentos e a ampliação das equipes coatribuíram. “Além de equipamentos que foram adquiridos, as equipes foram ampliadas. Ampliamos a capacidade de exame através de mais testes. Antes da pandemia, por exemplo, o Lacen fazia 30 exames de influenza por mês”, contabilizou o subsecretário.

Um dado importante é que todos os testes para outras doenças que já eram feitos no Lacen antes da pandemia da Covid-19 continuam sendo feitos.

“No Lacen, não se faz exame apenas para a Covid. Faz, por exemplo, controle da água que consumimos diariamente, dos alimentos; de outras tantas doenças que têm importância em saúde: dengue, chikungunya, tuberculose, meningite. Todas as doenças que são transmitidas para outras pessoas podem ser feitas aqui”, enumerou Rebin.

O subsecretário explica, ainda, que, após a pandemia, todo investimento feito no laboratório vai continuar dando retorno à população, já que a estrutura continuará atendendo ao sistema de saúde do Estado e dos municípios.

“O Lacen ganhou uma grande capacidade e essa capacidade vai permanecer para o monitoramento da doença. Quando a curva baixar, o Lacen vai ter uma capacidade importante para monitoramento de onde o surto ainda está acontecendo”, apontou o subsecretário.

Espera na fila

Até mesmo a fila de profissionais das secretarias municipais de saúde que vão até o Lacen levando as amostras para os exames da Covid-19 diminuiu em relação ao início da pandemia.

De acordo com o coordenador de vigilância em Saúde de Fundão, Jocimar Neves, ele já chegou a esperar mais de duas horas na fila para entregar as amostras, mas isso não acontece mais.

“Antes, a gente percebia que a fila estava muito grande mesmo. Eu chegava aqui, costumava ficar até duas horas esperando. Agora, a gente percebe que está tendo uma queda nessa questão. A gente chega, consegue entregar o exame mais rápido, fica menos exposto, é bom para a saúde do trabalhador”, considerou.

Além disso, Jocimar confirmou que os resultados também estão saindo mais rápido.

“O resultado agora é mais rápido. Antes tinha gente que tinha os sintomas, passavam os 14 dias de quarentena, e depois da liberação clínica o resultado não tinha saído ainda. Hoje, o resultado sai em até quatro dias”, afirmou.

 

Leia mais

Militares doam sangue para ajudar a manter estoques em hemocentros

Créditos: Divulgação/MD Com a orientação dos órgãos de saúde de isolamento social, a doação de sangue teve quedas expressivas....

Missão da Nasa parte para Marte na manhã desta quinta-feira, 30, em busca de vida

Os cientistas acreditam que Marte tinha, entre 3 e 4 bilhões de anos atrás, um lago onde hoje existe uma cratera. É lá que...

RJ: Alunos da rede estadual de ensino terão aprovação automática em 2020

Os resultados obtidos pelos estudantes da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro “não ensejarão reprovação, excepcionalmente, para o ano letivo de 2020”....

Itamaraty já auxiliou no retorno de cerca de 15.500 brasileiros

As ações de retorno acontecem com o apoio das Embaixadas e Consulados – Foto: ...

Leia também

Descaso: moradores de Água Doce do Norte sofrem sem água tratada

Água potável na torneira de casa e rede e tratamento de esgoto, isso parece muito básico para qualquer cidade, mas em Água Doce do...

Pandemia do coronavírus fez turismo registrar queda de 60% no Espírito Santo

Com todas as mudanças comportamentais impostas pela pandemia do novo coronavírus, o setor do turismo foi um dos que mais amargaram prejuízos. As recomendações...

Seca foi registrada em 52% do Espírito Santo em setembro, diz Agência Nacional de Águas

    A área com seca no Espírito Santo aumentou de 46,86% para 52,29%, entre os meses de agosto e setembro deste ano. O dado é...

Igreja pede doação de ouro aos fiéis no Espírito Santo

Doações serão usadas para terminar a reforma da Catedral de Colatina. Pedido foi publicado nas redes sociais da Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Por Alessandro...