Krystian Kymmerson e Lane Matos disputam última competição nacional do ano

Principal surfista capixaba e um dos jovens mais promissores do circuito, Krystian Kymmerson disputa, entre esta sexta-feira (18) e este domingo (20), a terceira e decisiva etapa do circuito Brasileiro de Surf Profissional ‘CBSURF Pro Tour 2020’, realizado na Praia de Ipitanga, na Bahia.

Organizada pela Confederação Brasileira de Surf, a competição definirá os campeões do circuito deste ano e é um desafio enorme para Kymmerson, contemplado pelo programa Bolsa Atleta, da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport).

O surfista capixaba, que ficou em 33° e 17° nas duas primeiras etapas, precisa vencer o circuito e torcer para outros resultados para ficar com o título nacional, que seria o segundo na categoria profissional, já que ele venceu também em 2018.

“Minha expectativa para o torneio é grande, ainda tenho chance de ser campeão nacional, então estou bem confiante. Já competi várias vezes aqui na Bahia, mas nessa praia é a primeira vez. Mesmo assim, espero que dê tudo certo”, disse Krystian Kymmerson.

Quem também encara um grande desafio valendo título nacional é a jogadora de futevôlei Lane Matos, contemplada na categoria nacional do Bolsa Atleta. Ao lado da também capixaba Rayana Servare, Lane disputa a última etapa do Team Águia Footvolley Cup (TAFC), que acontece na praia do Recreio, no Rio de Janeiro.

Primeiras colocadas do ranking, com duas primeiras colocações e um segundo lugar nos três campeonatos disputados, elas podem se sagrar bicampeãs nacionais caso repitam os resultados anteriores.

Natação

Outra bolsista que compete neste final de semana é Milena Pizzin. Figura frequente na delegação capixaba que participa dos Jogos Escolares da Juventude, principal competição estudantil nacional, a nadadora disputa o Campeonato Absoluto de Natação.

A competição será realizada na piscina do Vitória Futebol Clube, em Vitória, até domingo (20). A atleta vai participar das provas dos 100 e 200 metros borboleta.

“Este campeonato vai ser importante para que a gente volte a pegar aquele ritmo de competição, afinal estamos a bastante tempo sem competir. Vai ser interessante também ver como estamos nos treinamentos, saber o que a gente pode melhorar para o ano que vem”, explicou Milena.

Bolsa Atleta

Neste ano, o Programa Bolsa Atleta beneficia 121 atletas e paratletas de alto rendimento, com o auxílio financeiro mensal que varia de acordo com a categoria do atleta, dentro do edital, sendo R$ 500 (estudantil), R$ 1.500 (nacional), R$ 2 mil (internacional) e R$ 4 mil (olímpico). O investimento total da Secretaria de Esportes e Lazer no programa é de R$ 2,1 milhões.

O valor recebido pelo atleta pode ser utilizado para cobrir gastos com alimentação, assistência médica, odontológica, psicológica, nutricional e fisioterápica, medicamentos, suplementos alimentares, transporte urbano ou para participar de treinamentos e competições, além da aquisição de material esportivo.

 

Leia mais

Leia também