Keiko Fujimori admite derrota na eleição peruana, mas chama vitória de Pedro Castillo de “ilegítima”

LIMA (Reuters) – A candidata de direita Keiko Fujimori admitiu nesta segunda-feira a derrota na eleição presidencial do Peru, mas disse que o rival socialista Pedro Castillo venceu de maneira “ilegítima”, e prometeu mobilizar seus apoiadores.

Castillo ganhou o segundo turno de 6 de junho pela estreita margem de 44.000 votos, mas o resultado oficial foi adiado por semanas devido a recursos apresentados por Fujimori com o objetivo de anular algumas cédulas por suposta fraude, apesar de poucas evidências.

A autoridade eleitoral do Peru informou nesta segunda-feira que anunciará o vencedor da eleição nesta semana, após rejeitar os últimos apelos da candidata conservadora.

 

Keiko Fujimori e Pedro Castillo

Keiko Fujimori e Pedro Castillo (Foto: ebastian Castaneda/Reuters | Alessandro Cinque/Reuters)


Leia mais

Leia também