Justiça recebe denúncia e torna ré a mãe de gêmeos mortos em incêndio no Norte do Espírito Santo

Irmãos morreram em um incêndio no dia 14 de maio, em São Mateus. Investigação aponta que os dois estavam sozinhas em casa.

A mãe dos gêmeos Gabriel e Ayla, que morreram em um incêndio na casa onde moravam em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, no dia 14 de maio, virou ré no processo que apura as mortes dos irmãos.

As crianças tinham dois anos e a investigação aponta que estavam sozinhas em casa no momento do incêndio.

No dia das mortes, a mãe, Márcia de Jesus da Silva, de 22 anos, foi presa. Ela foi liberada no dia seguinte, quando passou a responder o processo pelos óbitos dos filhos em liberdade.

Mãe das crianças foi liberada do presídio após audiência de custódia

O inquérito da Polícia Civil sobre as mortes foi concluído no dia 21 de maio e encaminhado para o Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

A recomendação do delegado responsável pela investigação é para que a mãe responda por abandono de incapaz com resultado de morte.

Ainda segundo a Polícia Civil, o laudo da perícia na casa e do corpo das crianças está sendo feito e serão encaminhados para o MPES quando forem concluídos. A previsão é de que sejam concluídos em duas semanas.

No dia 9 de junho, o juiz Paulo Sarmento de Oliveira Júnior recebeu a denúncia contra mãe encaminhada pelo MPES e tornou a mulher ré no processo que apura a morte dos gêmeos nesta semana.

Com informações de Ariele Rui, TV Gazeta

Leia mais

Leia também