Jovem de 25 anos morreu após procedimento estético

Uma jovem de 25 anos morreu na noite desta quarta-feira (24) depois de, segundo a família, passar por um procedimento estético ilegal em Lorena (SP). Segundo o pai da vítima, ela contratou duas pessoas para injetar silicone nos glúteos – a suspeita é que o produto era silicone industrial. A Polícia Civil vai investigar a morte e procura os profissionais responsáveis pela aplicação do produto em Dayane Rodrigues da Silva.

O pai dela, José da Silva, disse que a filha contratou dois profissionais de Jacareí que vendiam ‘tratamentos estéticos’. O atendimento da jovem estava marcado para 12h desta quarta-feira (24) na casa da vítima, no Cidade Industrial. O custo teria sido de R$ 1,5 mil.

Durante o procedimento, com base em informações dadas por Dayane à uma amiga e conversas encontradas pela família no celular dela, Dayane passou mal e foi abandonada pela dupla, que sugeriu que ela estava tendo ‘queda de pressão’.

Essa mulher que socorreu Dayane, segundo o boletim de ocorrência, é a babá dos três filhos dela e levou a jovem à Santa Casa de Lorena. A paciente deu entrada na unidade 16h53, segundo o prontuário médico.

Na unidade, ela foi encaminhada para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não resistiu. Dayane morreu às 19h após parada cardíaca. A causa da morte dela vai ser averiguada. O corpo estava no IML na manhã desta quinta-feira.

O pai contou ainda que Dayane, que era atendente de lanchonete, tinha histórico de procedimentos estéticos. “Ela era vaidosa e, apesar de jovem, sempre cuidou muito do corpo. Não imaginávamos que tipo de coisa ou como ela estava fazendo”, disse José.

Investigação

O caso foi registrado pela Polícia Civil, que apura a identidade dos envolvidos no caso – uma passagem de ônibus encontrada na bolsa da vítima, com o nome dos suspeitos, vai ajudar o trabalho de investigação. O celular da vítima foi entregue à polícia e vai passar por perícia. A jovem, que era viúva, deixou os três filhos com idades de 4, 6 e 10 anos. A polícia ainda aguarda o laudo para confirmar a substância usada. O boletim de ocorrência foi registrado como homicídio. Ninguém foi preso.

Fonte: g1

–:–/–:–

Leia mais

Liberada a concessão de 2,6 mil bolsas para estudos de epidemias

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação (MEC), lançou nessa quinta-feira (2) um programa...

Leandro Karnal é o convidado da live formadora da Vivescer

A Secretaria da Educação (Sedu), por meio do Termo de Cooperação firmado com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), realiza nesta quinta-feira, 23, às 19h, um bate-papo com o historiador...

Com apoio do Itamaraty, 22,5 mil brasileiros já retornaram ao País

Voo humanitário de repatriação: Lima – São Paulo – Foto: MRE ...

Empresas de transporte começam a desacelerar ritmo de demissões por causa da pandemia

Pela primeira vez, em três meses, o número de empresas do setor de transporte que tiveram de demitir funcionários durante a pandemia do novo...

Leia também

Vacina da Pfizer contra Covid-19 entra na última fase de testes clínicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que as empresas farmacêuticas Pfizer e BioNTech prossigam para a fase 3 do estudo clínico da...

Prazo para cadastrar barragens está acabando em Goiás

O prazo estabelecido pelo Governo de Goiás para cadastramento de barragens está chegando ao fim. Por isso, até o dia 30 de setembro deste...

Operação Focus investiga origem das queimadas no Pantanal

Técnicos do Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul, da Perícia Técnica da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do estado, agentes...

RS: Malha de gasodutos foi expandida em 4,3 km neste ano

No Rio Grande do Sul, na região entre Três Coroas e Gramado, a malha de gasodutos já foi expandida em 4,3 quilômetros desde o...