Jovem de 20 anos morre em acidente de moto no Espírito Santo

 

Uma jovem de 20 anos morreu em um acidente envolvendo uma moto e um carro no início da noite de sábado (17) na Rodovia Darly Santos, em Vila Velha, região metropolitana de Vitória.

Amanda Marques — Foto: Arquivo pessoal

Amanda Marques — Foto: Arquivo pessoal

A balconista Amanda Marques Pinto, 20, e o companheiro dela, Matheus Jose Silva, 23, tinham saído da casa da mãe da jovem, no bairro Jockey, também em Vila Velha, e seguiam de moto em direção a rodovia Carlos Lindenberg quando foram atingidos por um carro que seguia atrás, no mesmo sentido, segundo testemunhas em alta velocidade.

Acidente Darly Santos 17 — Foto: reprodução

Acidente Darly Santos 17 — Foto: reprodução

Amanda morreu na hora. Já Matheus, que pilotava a moto, foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, onde permanece internado. De acordo com a Polícia Militar o motorista do carro, Wagner Nunes, 28, se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi levado para Delegacia Regional de Vila Velha.

Inconformada a mãe da jovem pede por justiça. Ela diz que várias pessoas que presenciaram o acidente e pararam para ajudar disseram que o motorista estava bêbado. “O meu marido foi na delegacia e viu tudo. O rapaz estava embriagado, desnorteado. Mas o delegado não viu indícios, disse que não tinha provas”, conta.

acidente Darly Santos — Foto: Diony Silva

acidente Darly Santos — Foto: Diony Silva

O autonomo Carlos Alberto Bertassoni, padrasto da jovem, disse ainda que várias testemunhas foram a delegacia prestar depoimento, mas tiveram dificuldade. “Quando chegamos a mãe dele (do motorista), que é da polícia civil já estava lá com ele na sala do delegado. Eles ficaram fechados mais de cinco horas, sem ouvir as testemunhas”.

Carlos Alberto disse que as testemuhas só foram ouvidas depois que o advogado da família reclamou com o delegado. “A delegacia estava vazia e só depois dessas reclamações é que eles ouviram as testemunhas, a polícia e a guarda civil”, relata.

“Os indícios eram de embriaguez. Eles estava com a pupila dilatada, com bafo de bebida. Eu estava ao lado dele e senti. Ele não prestou socorro e tentou fugir, mas uma testemunha o segurou para que ele não fugisse”, disse o padrasto.

A Polícia Civil informou que o motorista do carro foi autuado em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo automotor, previsto no artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro. Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana no início da manhã deste domingo 18.

Leia mais

Leia também