José Henrique sugere redução de salário dos agentes políticos de Vila Pavão

O vereador e ex-secretário de Agricultura de Vila Pavão, José Henrique Martins Pinto (PROS), protocolou um ofício na Câmara Municipal solicitando a redução salarial dos agentes políticos do município em 30% até o final do ano, levando em consideração a atual situação de vulnerabilidade financeira global em decorrência do avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo o parlamentar, o ofício foi destinado ao presidente da Casa de Leis, Marcos Laurenço Kloss (Republicanos), para que ele encaminhe à assessoria jurídica para avaliação da legalidade e, posteriormente, faça um Projeto para ser colocado em votação que, caso aprovado, será enviado para sanção, ou não, do prefeito Irineu Wutke.

De acordo com José Henrique, o município gasta, mensalmente, R$ 89.011,86 com salários dos nove vereadores (R$ 3.833,54, cada), dos dez secretários, (R$ 3.795, cada), do vice-prefeito (R$ 5.520) e do prefeito (R$ 11.040). Com a proposta, esse número cairia para R$ 62.308,26, gerando uma economia mensal de R$ 26.703,56 e de R$ 160.221,36 em seis meses.

“Sou favorável à redução de 30% até o final do ano em função da atual situação que estamos passando. Precisamos que cada um faça a sua parte de economia, porque não sabemos o dia de amanhã. Se, por ventura, não precisar usar essa economia no combate ao coronavírus, que a verba seja destinada a outros setores, como investimentos na Agricultura, na Saúde ou com o Vale-feira para os 480 servidores públicos, colocando mais R$ 20 para cada funcionário da prefeitura, o que vai movimentar R$ 9.800 a mais nas compras, fortalecendo a agricultura familiar e uma alimentação mais saudável para os nossos servidores municipais”, disse o vereador.

Segundo José Henrique, a proposta já conta com apoio dos vereadores Gecimar Rodrigues (PSB), Francisco de Assis Campos (PSD), Juvenal Médici Ferreira (PSB), João Trancoso (PSB), e Vera Lúcia Elias de Souza (PDT), desde que todos os agentes políticos sejam incluídos no mesmo Projeto.

“Eu sou a favor. Claro que a gente não pode destinar com o que gastar, mas essa economia poderia ser para pagar os 40% de insalubridade aos funcionários da Saúde, por exemplo, durante essa pandemia”, sugeriu a vereadora, Vera Lúcia.

Outro que é favorável à redução é o vereador Gecimar Rodrigues. “Mas que fique bem claro que queremos a redução do salário de todos. Vereadores, secretários, vice-prefeito e prefeito. Que seja feito um pacote só em virtude da situação que estamos passando, pelo menos, até o final do ano”, falou.

O vereador João Trancoso também manifestou apoio a proposta. “Concordei desde o início com o vereador José Henrique e manifestei meu apoio para que ele protocolasse o ofício para verificar a legalidade do projeto. Que a verba seja destinada para o setor que tenha mais necessidade”, disse.

Já o vereador Juvenal Médici Ferreira, saiu em defesa da população. “Se vai ajudar nossa sociedade, o povo pavoense, podem contar comigo. Estou sempre à disposição. Em todos os meus mandatos, sempre trabalhei em prol da população e continuarei assim”.
Outro que disse que não medirá esforços quando houver projetos favoráveis ao município é o vereador Francisco de Assis Campos. “Agora é hora de nos unirmos, contribuirmos e cada um fazer sua parte”, falou.

A proposta ganhou ainda mais força na manhã de ontem, após Vila Pavão registrar os dois primeiros casos de coronavírus.

Leia mais

Universidades estão autorizadas a voltar com aulas presenciais no ES

Aulas presenciais estavam suspensas no estado desde meados de março As instituições públicas e privadas de ensino superior do Espírito Santo estão autorizadas a retomar...

Potencialidades do ES: descomissionamento de plataformas pode impulsionar indústria de petróleo e gás

A indústria do petróleo e gás está entre os setores que estão se reinventando para superar...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Norte do país tem tempo chuvoso, nesta sexta-feira (4)

Previsão de tempo chuvoso na maior parte da região Norte do país, nesta sexta-feira (4). Tempo com chuva entre o Acre, Amazonas, norte de...

AQUI NESTA ZONA NINGUÉM VAI FAZER BARULHO.

Certa época fui designado para trabalhar em uma Comarca do interior do Estado. Era ano de eleições municipais e uma juíza era a responsável...

Leia também

Ministério do Desenvolvimento Regional abre consulta para elaboração Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Até 7 de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) abre uma consulta pública para a elaboração dos objetivos estratégicos e das recomendações que...

LRF proíbe gestor de assumir despesas sem caixa suficiente

Diante da crise causada pela pandemia da Covid-19, o Congresso Nacional se viu obrigado a criar um socorro a estados e municípios para minimizar...

Usuários frequentes do SUS avaliam melhor os serviços de Atenção Primária à Saúde

Quem utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) com maior frequência avalia mais positivamente a qualidade dos serviços prestados na área de Atenção Primária...

Demora para escolher presidente da CMO atrasa votação de R$ 27,2 bilhões em créditos adicionais

A demora na Câmara dos Deputados para escolher o novo presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) pode causar um certo impacto na economia...