Japão confirma 1ª morte após administração da vacina Pfizer/BioNTech


Sputnik – Este não é o primeiro caso de óbito após a administração da vacina contra o SARS-CoV-2 das farmacêuticas norte-americanas Pfizer e BioNTech.

Uma mulher de 60 anos morreu no Japão após receber a primeira dose da vacina desenvolvida pelas farmacêuticas norte-americanas Pfizer e BioNTech contra a COVID-19.

Este é o primeiro relato de óbito após vacinação contra o novo coronavírus no país asiático, informa agência Jiji Press, que afirma que a informação foi confirmada pelo Ministério da Saúde do Japão nesta terça-feira (2).

Ainda de acordo com a mídia, embora ainda não se saiba a real causa da morte, acredita-se que tenha sido decorrência de uma uma hemorragia subaracnoídea, que é caracterizada pelo extravasamento de sangue para os espaços que cobrem o sistema nervoso central que são preenchidos com fluido cerebrospinal ou líquor. A relação causal com a vacina ainda é indeterminada.

A vítima recebeu a vacina Pfizer/BioNTech na sexta-feira (26) e morreu na segunda-feira (1º). Não foi relatado que ela tivesse doenças subjacentes.

Em meados de janeiro, a Agência Norueguesa de Medicamentos comunicou que 23 idosos de mais de 80 anos morreram após serem inoculados com a vacina das farmacêuticas Pfizer e BioNTech contra a COVID-19.

(Foto: Jakub Porzycki/Reuters)

Leia mais

Leia também