‘Janeiro a gente começa a vacinar todo mundo’, diz Pazuello

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira, 8, que a previsão é começar a vacinar a população brasileira contra covid-19 em janeiro de 2021. Em reunião ministerial no Palácio do Planalto, Pazuello respondeu a pergunta da youtuber mirim Esther, escalada pelo presidente Jair Bolsonaro para questionar seus auxiliares, em tom de descontração, durante parte do encontro.

“Vai ter vacina para todo mundo e remédio, ou não vai?”, questionou a menina, repetindo pergunta ditada pelo presidente. “Esse é o plano. A gente está fazendo os contatos com quem fabrica a vacina e a previsão é que chegue para a gente em janeiro. Janeiro a gente comece a vacinar todo mundo”, respondeu Pazuello.

Para a vacina desenvolvida por Oxford com a AstraZeneca, o governo federal acertou um protocolo de intenções que prevê a disponibilização de 30 milhões de doses até o fim do ano, e está concluindo as negociações para o pagamento e a assinatura de um acordo final que incluirá também a transferência de tecnologia para produção nacional, que deverá ser conduzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Caso  a vacina tenha sua eficácia comprovada, a previsão da pasta é produzir, inicialmente, 100 milhões de doses a partir de insumos importados. A produção integral da vacina na unidade técnico-cientifica Bio-Manguinhos, no Rio, deve começar a partir de abril de 2021.

Outros países também têm apresentado estudos para a produção da vacina, como Rússia e China, e integrantes do ministério já disseram que podem também negociar caso alguma delas se mostre eficaz contra a covid-19.

Na reunião no Planalto, a garantia de uma vacina em janeiro foi citada ainda por Marcelo Álvaro Antônio, chefe da pasta do Turismo.

“A expectativa é que o próximo verão, com a vacina, seja o maior volume de turismo da história do turismo doméstico”, declarou. Segundo ele, o setor “vai voltar forte”.

Volta às aulas

Sem entrar em detalhes, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que as aulas nas escolas devem retornar “em breve”. A decisão, contudo, depende também dos governos estaduais, lembrou Ribeiro.

“As aulas devem voltar em breve, assim que tiver segurança”, disse. “Isso depende de cada governo também, estadual, mas logo logo vamos ter novidades aí, viu?”, comentou. Instituições de ensino foram obrigadas a paralisar as atividades presenciais por conta da pandemia do novo coronavírus.

Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado nesta terça-feira indicou que a suspensão das atividades escolares por conta da pandemia deve causar impactos na economia mundial que podem durar até o final do século e pode levar a uma perda ao longo deste período de, na média, 1,5% na economia global. Ainda não há uma orientação oficial da pasta de Ribeiro sobre a retomada das aulas.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Relatório do MPES aponta 314 casos de coronavírus entre idosos em asilos do Espírito Santo

No último levantamento, divulgado há uma semana, eram 252 idosos contaminados e 43 óbitos. Número de mortes subiu para 51.

Defesa cadastra empresas fornecedoras de equipamentos para combate ao coronavírus

Ação visa identificar empresas fornecedoras de equipamentos para auxiliar no combate ao novo coronavírus –...

Governo de SC repassa R$ 70,4 milhões em emendas para 245 municípios

O governo do estado catarinense alcançou 245 municípios com o pagamento superior a R$ 70 milhões no mês de julho. Segundo o governador Carlos...

Seguem obras de construção de quadra esportiva em escola de São Mateus

As obras da quadra da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Ceciliano Abel de...

Leia também

Nascimento raro de trigêmeos da raça nelore em fazenda no interior de Nova Venécia

Um dos bezerros morreu após o nascimento Na tarde de ontem, dia 25 de setembro de 2020, um fato raro aconteceu em uma propriedade no...

Município do Espírito Santo tem mais eleitores que habitantes

A biometria também confirma a diferença de moradores em relação ao número de eleitores. A prefeitura informou que não é responsável pelos números Presidente Kennedy...

Só Mulinha e Admilson Brum

O ex-prefeito de Barra de São Francisco, Luciano Pereira (PDT), viu sua base aliada ser esfacelada nessa eleição. A grande maioria do candidatos, vereadores eleitos...

STF começa a julgar irregularidade nos investimentos na Educação capixaba

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), não acatou a solicitação conjunta do Governo do Estado e do Tribunal de Contas do Estado...