Itamaraty garante importação de dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19

O Ministério das Relações Exteriores informou, nesta terça-feira (5), que não há qualquer tipo de proibição oficial do governo da Índia para exportação de doses da vacina contra a Covid-19 produzidas pela indústria farmacêutica daquele país. 
 
Na segunda-feira (4), o chefe do Instituto Serum da Índia, Adar Poonawalla, afirmou que as exportações seriam barradas pelo governo indiano até que parte da população recebesse a vacina. No entanto, ele mesmo esclareceu a informação e disse que a exportação para outros países será permitida. 

Anvisa aguarda informações para liberar uso emergencial de vacina produzida na Índia

Covid-19: brasileiros devem ser imunizados a partir de janeiro
 
No último dia 31, a Anvisa autorizou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a importar, em caráter emergencial, dois milhões de doses da vacina produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Essas doses viriam da Índia. A expectativa do governo brasileiro é de que as doses cheguem ao Brasil ainda em janeiro. 

Agência Brasil

Leia mais

Leia também